live-juliana-dutras-orgasmo

Excitantes femininos potencializam o orgasmo?

Juliana Dutras Sexcoach da SexyShopes do Espírito Santo vai responder a essa pergunta em sua live especial do Guia de Compras Sex Shop para uma Quarentena Sexy com Paula Aguiar, nesta quinta, dia 8, às 18h no instagram @mercadoerotico 

Se formos fazer um levantamento dos últimos lançamentos das grandes marcas do mercado erótico nesses tempos pandêmicos, vamos notar que a maioria deles são excitantes.

Boa notícia para as mulheres casadas que estiveram mais tempo dentro de casa com os seus maridos, que, ociosos pediram mais sexo.

Também para as solteiras que, na impossibilidade de encontros casuais ou mesmo com seus namorados, desejaram aproveitar o tempo livre para acertar os ponteiros com o seu prazer.

Mas será que os excitantes podem mesmo trazer orgasmos mais intensos e mais frequentes?

Juliana Dutras, sexcoach da SexyShopes do Espírito Santo, também formada em Filosofia e Psicanálise adianta que a função dos excitantes é acender as zonas erógenas: “o corpo pede mão, dedo, beijo, chupada… Começa a se movimentar para satisfazer a vontade que o excitante provoca na região onde ele é aplicado. Daí você já começa a imaginar situações para dar andamento na libido, dando start no prazer.”

Ela, que sempre trabalhou com mulheres, estava atrás de um negócio diferenciado dos nichos que pessoas com quem convivia já trabalhava. E em 2017, depois que o marido adoeceu, Juliana decidiu empreender no ramo de sex shop. “Fui pesquisando, me interessei pela história do sex shop, pela higienização que estão fazendo com o nome do sex shop, fazendo um resgate para sua origem que é fortalecer as relações.”

Morando em um bairro antigo da cidade, próximo a Universidade Federal do Espírito Santo, Juliana não demorou a promover atendimento personalizado e discreto on line pelo whatsapp. 

Com  o lema “seu prazer em suas mãos”, a proposta de Juliana é levar os benefícios do sex shop aos seus clientes para que possam ter mais sabor e novas sensações em suas relações através de óleos térmicos, vibradores, excitantes, retardantes, lubrificantes, dessensibilizantes entre outros acessórios sensuais.

Não espere para buscar ajuda

Mas alerta, que nem sempre o produto dá conta do recado. “Muitas vezes a questão dos clientes está no campo afetivo, no entendimento deles enquanto casal. E com muito carinho eu sugiro uma terapia, por exemplo, em casos de bloqueios,só mesmo um atendimento com sexólogo poderá resolver, o produto terá um efeito temporário apenas”.

Sobre sua formação tão diversificada, Juliana explica que a filosofia e a psicanálise ajudam na escuta de seus clientes, nos seus desejos mais profundos, aqueles que não são ditos.

E relata penalizada que a maior queixa deles é que, infelizmente, deixam passar muito tempo que eles dispõe para buscar uma ajuda ou auxílio.”Em geral, as mulheres não tem orgasmo e deixam pra lá, porque não estão relaxadas na hora da relação, e na correria do dia dia vão adiando a solução.”

Mas ela também lembra de dois clientes que, mesmo enfrentando problemas de saúde, priorizaram o prazer. “Um deles foi um rapaz que estava internado para um tratamento por um longo tempo. Ele pediu que eu fosse entregar um Tenga Egg para ele no hospital. E teve também uma moça que estava em tratamento de hemodiálise que pediu uma indicação de um vibrador. Sugeri um ponto G com um excitante.”

Portanto, se você também está adiando o seu prazer, sua hora chegou! Agendaí para não perder essa live incrível: 

SERVIÇO:

LIVE ESPECIAL – MercadoErotico.org

Dia 08 de julho – a partir das 18h (horário de Brasília) 

Local: @mercadoerotico

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

vacina-ou-mamografia-outubro-rosa

Outubro rosa: vacina ou mamografia?

Especialistas alertam para a necessidade de intervalo entre vacina da Covid-19 e a realização de exames de rastreamento de câncer de mama. Saiba mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *