#FATO. Sim, você pode pegar uma doença de um vibrador!

Mas veja como evitar, afinal o mercado erótico também tem saúde e muita…

Apesar do nome IST, as Infecções Sexualmente Transmissíveis não se propagam apenas através do sexo. Você pode pegar algumas pelo beijo ou toque, e outras nem sequer exigem outra pessoa – elas podem realmente viajar através de seu vibrador e acessórios de uso intimo.

E Como se pega uma IST de um vibrador? 

Mais da metade da população humana contraiu uma IST em algum momento de suas vidas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, então não entre no modo de surto. Apesar do estigma contra elas, as ISTs são realmente comuns e geralmente tratáveis. E embora existam maneiras de preveni-las, como usar preservativos, estas doenças não são necessariamente resultado de um comportamento sexual de risco. O herpes oral, por exemplo, pode ser transmitido apenas trocando um beijo de selinho.

O que nos leva a brinquedos sexuais como os vibradores. A maioria das IST se espalha de pessoa para pessoa, mas é impossível espalhar clamídia, gonorreia e sífilis através de objetos se você não estiver cuidando bem deles. É também, felizmente, quase totalmente evitável.

Compartilhando Brinquedos

Se você usou o mesmo acessório sexual tanto em você como em seu parceiro ou múltiplos parceiros, ele pode transmitir uma infecção de pessoa para pessoa, assim como fazer sexo com eles diretamente sem proteção. Para evitar que isso aconteça, recomenda-se o uso de métodos de barreira. Coloque preservativos nos acessórios e vibradores que você usa, ou coloque preservativos internos (femininos) antes de usar penetradores ou bolinhas na vagina ou anus, é importante evitar este contato sem proteção, veja qual método é melhor para cada caso antes do uso.

Usando um brinquedo em diferentes partes do seu corpo

Embora não seja comum, também é possível que uma IST em uma parte do seu corpo (como sua vagina ou ânus) se espalhe para outra parte. Essa é uma das muitas razões pelas quais você deve sempre lavar seus brinquedos sexuais antes e depois de usá-los. Se você está prestes a colocar um brinquedo usado recentemente em algum outro lugar do seu corpo, lave-o ou coloque um novo preservativo nele.

Dicas gerais de prevenção

Como as ISTs podem entrar em contato com fissuras na pele, use lubrificante com seus brinquedos para evitar a criação de pontos de entrada. E, novamente, lave seus brinquedos sexuais depois de cada uso. A melhor maneira de esterilizar seus brinquedos é lavá-los em água quente com sabonete neutro sem cheiro e deixar secar bem. E Ainda guarde seus brinquedos em local apropriado, limpo e longe de qualquer umidade. Outro ponto a se considerar é guarda-los individualmente, pois além de priorizar a higiene aumenta a vida útil do brinquedinho.

E muito Importante: você não deve apenas fazer essas coisas se você testou positivo para alguma IST. Nem todas são testáveis ​​e muitas são sem sintoma, então ainda é possível que você tenha alguma sem saber. Para ter cuidado extra, tome essas medidas sempre que usar brinquedos sexuais – se não para prevenir ISTs, mas também para evitar outras infecções bacterianas ou fungos que eles podem por ventura carregar.

E só lembrando que um pênis verdadeiro sem lavar direito dá doença também! #ficaadica

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

Autor Paula Aguiar

Publicitária, Consultora e expert em Mercado Erótico, Escritora e empresária. Atua no Mercado Erótico Brasileiro desde o ano 2000. Autora de 17 livros de negócios e sobre produtos eróticos para os consumidores. De 2010 a 2017, presidiu a ABEME – Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico. Citada em mais de 100 teses universitárias e livros de sexualidade sobre o tema. Desenvolve e projeta produtos eróticos e cosméticos sensuais para os maiores players do setor. Criadora do primeiro seminário de palestras para empresários do mercado erótico em 2006. Apoiadora e partícipe dos mais importantes eventos eróticos do mundo. Também idealizadora do Prêmio Melhores do Mercado Erótico e Sensual que, desde 2016, anualmente elege as melhores empresas, as inovações, os produtos mais queridos e desejados e as ações que estimularam o desenvolvimento do setor. É fundadora e co-autora do site MercadoErótico.Org.

LEIA TAMBÉM

Onde está o Brasil no ranking mundial de Sextoys?

Não é de hoje que eu insisto na afirmação que o Brasil tem muito ainda …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.