monotonia no relacionamento

Excesso de sofá + preguiça de sexo = desarmonia no elemento Terra

Para falar do elemento terra, vamos estabelecer logo de saída uma associação com o nome do nosso planeta e daí fica fácil identificar que o corpo físico é a principal relação que temos com o elemento.

Caminhando para os relacionamentos, o excesso ou falta de terra é facilmente identificado pela relação que o casal tem com o corpo, pela qualidade da alimentação e pelo carinho e respeito pelas plantas e natureza em geral.

Como sempre pensamos em equilíbrio e harmonia, vale lembrar que valorizar as atividades físicas não é “culto ao corpo”, que alimentação saudável não está diretamente relacionada a comer ou não determinados alimentos e amar a natureza não carimba na testa de ninguém o rótulo de “natureba” ou “riponga”.

Fatores como medo e estagnação também são indicadores ligados à terra e casais com desarmonia nesse elemento acabam abdicando de todo tipo de ousadia sexual, preferindo sempre o conforto do sofá e a segurança de estar e permanecer em casa.

Outro sintoma é a paralisia, que começa pelo aspecto financeiro e acaba na cama, passando por todos os outros segmentos da vida a dois.

Na vida sexual, quando a preguiça permite, o sexo é sempre da mesma forma, sem vitalidade, com pouca ou nenhuma variação e com o tempo, o foco estará nas guloseimas que serão consumidas ao final, já que sexo cansa… e dá uma fome!

Metaforicamente, o casal fica enterrado em casa, cria raízes no sofá e a relação não produz frutos.

Se você se identificou com as situações acima, que tal sacudir a poeira do seu relacionamento?

Vamos começar com ações simples, que podem colaborar para animar a vida a dois:

  • Saiam de casa e visitem uma sex shop (dá para ir a pé?)… perguntem sobre todas as novidades, deixando a vergonha e a timidez de lado para começar a movimentar a energia sexual.
  • Nossa dica é investir em produtos para massagem, principalmente lambíveis, de sabor frutado ou chocolate, assim, a recompensa estará no durante e não apenas ao final…
  • Os géis térmicos (que aquecem) também serão muito úteis, pois a desarmonia na terra é suavizada pelo toque das mãos na massagem e pelas sensações de calor que os produtos oferecem.
  • Preparem o aposento onde vai rolar o sexo com detalhes e objetos de cores queimadas, como o laranja, o tijolo, o vermelho e os diversos tons de verde.
  • Para combinar, os incensos, perfumes e aromatizadores devem ficar entre os frutados e o chocolate.
  • Na alimentação, raízes e tubérculos são ótimos para equilibrar a energia, reduzir o medo da mudança e aumentar a sensação de segurança.
  • Troquem o sofá pela cama, investindo pesado no tato, antes, durante e depois do sexo.

Se a sua situação é oposta, ou seja, vocês não conseguem ficar em casa e são viciados em atividades físicas, a preguiça pode não estar presente no sexo, mas os momentos de intimidade tendem a ser encarados de forma prática e operacional, por isso, as dicas são as mesmas: massagem, massagem, massagem… produtos com sabores, géis térmicos… enfim, tempo para o sexo, só que trocando a academia pelo quarto!

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

Autor SexAtivação

SexAtivação é um projeto com Vivências, Sex Coach & Produtos Holísticos para ativar a vida amorosa e sexual dos casais, liderado por Carlos Morini e Liliane Provenzano. Carlos e Liliane estão juntos desde 1998... Por acreditar que é possível ser feliz no casamento, descobriram que a vida sexual pode ficar melhor com a cumplicidade de uma relação sincera e do sexo como um caminho de religação ao Sagrado, ideia que simboliza o chamado sexo espiritual. Entendem que qualquer pessoa ou casal pode ter uma vida sexual feliz, independentemente do caminho espiritual, por isso, criaram formas de passar sua experiência, através do Sex Coach Holístico (terapias holísticas para melhorar a vida sexual) e vivências de SexAtivação (conjunto de técnicas que aprenderam e aprimoraram ao longo do tempo e que envolve troca de energia, movimentos e respiração). E... não pretendem parar por aqui...Informações: institutoubiratan@uol.com.br

LEIA TAMBÉM

amor-versus-odio

A complexidade do sentir: ódio do bem x amor do mal

Complexidade ódio-amor que impõe o funcionamento robótico, ou seja, aquele que, enquadrando as pessoas em um único programa de pensar, elimina as diferenças e anula a individualidade. Por Beatriz Breves*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.