beijo-grego-especialista

Perguntas e Respostas sobre Beijo Grego – parte 2

O sucesso dessa coluna já é tão grande que depois que falamos sobre Beijo Grego há alguns dias atrás, minha caixa de emails lotou de mais perguntas. Selecionei as principais e respondi aqui, dá só uma olhadinha!

Como é possível perder a vergonha de fazer ou falar da vontade de fazer o beijo grego?

O beijo grego é uma das formas de dar e obter prazer, uma vez que a região anal é cheia de terminações nervosas, muito sensível e prazerosa. Homens e mulheres podem fazer e receber o beijo grego, o que nada tem a ver com a sua orientação sexual.

O diálogo aberto é sempre o melhor caminho, estabeleça acordos dos limites de cada um, o que gosta e pode ser feito na hora H, mas se por algum motivo não rolou o tema “beijo grego” na conversa e mesmo assim você quer arriscar, comece com beijos e vá estimulando as nádegas e o corpo do outro até chegar próximo do ânus, observando sempre a reação da sua parceria sexual, se houver consentimento siga em frente, caso contrário recue e tente em um outro momento. Respeito é a base para qualquer relação, incluindo aquelas de sexo casual.

Quais os cuidados a se tomar quando for fazer o beijo grego?

O uso de preservativos é sempre a orientação inicial para qualquer relação sexual, mas informação é tão importante quanto, incluindo aprender a fazer prevenções combinadas, com uso de preservativos + vacinação + testagem para IST’s (infecções sexualmente transmissíveis) e por aí vai.

Portanto, cuidar da sua saúde como um todo é essencial para ter uma vida sexual saudável. Faça constantemente exames para IST’s, incluindo HIV, Sífilis, Hepatite, Gonorréia, Clamídia.

Vacine-se contra Hepatite e faça com regularidade exames de fezes para identificar e tratar possíveis parasitoses.

Hoje tenho live no instagram @mercadoerotico às 22:30 ! Vou falar sobre a sexualidade na quarentena e sobre como resgatar o relacionamento e aprender a se relacionar com consigo mesmo durante esse período. Ao final vou sortear uma sessão de consultoria em sexualidade. Para participar siga as regras da FOTO OFICIAL.

Espero vocês, lá 😉

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

 

Autor Pergunte para a Especialista Alyne Meirelles

Quem responde a todas as suas dúvidas sobre sexualidade é a Sexóloga, Educadora e Terapeuta Sexual Alyne Meirelles. Mestranda em Sexualidade Humana, Pós Graduada em Terapia Sexual e diversos cursos na área da sexualidade, gênero, diversidade e educação sexual. Palestrante das principais feiras do ramo erótico. Foi proprietária de 3 sex shops e 1 boutique sensual, especializada em eventos femininos. Presta consultoria à sex shops, consultores e escolas. Além de atender ao público com queixas em sexualidade. Está no ramo desde 2008. Envie sue pergunta de forma anônima pelo email falecom@alynemeirelles.com.br

LEIA TAMBÉM

sindrome-da-boazinha

Síndrome da Boazinha: quando a necessidade de agradar o outro se torna um problema

Você se considera boazinha demais? Está sempre em busca da aprovação do outro? Acha que as pessoas podem estar se aproveitando de você, em função do seu  jeitinho? Tem dificuldade de dizer não, mesmo que não tenha tempo ou interesse em atender determinadas solicitações? Se você respondeu sim para estas perguntas, certamente sofre com a “Síndrome da Boazinha”. Este é um padrão de comportamento compulsivo e não um transtorno psiquiátrico, como explica Filipe Colombini, psicólogo e CEO da Equipe AT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics