Tag arquivo: relacionamento

sexo-na-velhice

Sexualidade e envelhecimento: estigmas e desafios para manter o bem-estar na terceira idade

Se por um lado, falar sobre sexo na juventude acompanha uma série de tabus, por outro, na terceira idade, é um assunto ainda mais delicado. Mas isso não interfere na libido e no prazer. O sexo ajuda na autoestima, e na confiança para o público mais velho, e isentar-se disso pode prejudicar até mesmo a saúde, ora mental, ora física, como garante a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Saiba mais aqui.

Leia mais »
fim-de-namoro

Dipirona ajuda a curar dor de término de relacionamento: verdade ou mito?

Uma tendência preocupante tem sido destaque no TikTok, onde jovens e adolescentes estão compartilhando vídeos em que relatam o uso da dipirona - medicamento utilizado para aliviar a febre e dores em geral - como uma forma de curar a dor emocional causada pelo término de um relacionamento. Veja os riscos dessa prática e como superar o fim sem uma pílula mágica aqui.

Leia mais »
Dea e Jal

Sucesso na internet, Dea e Jal lançam guia para apimentar o relacionamento

A obra trata de aspectos essenciais para fortalecer a cumplicidade e transformar para melhor a vida a dois. Andréia Jório (Dea), fisioterapeuta pélvica e especialista em Saúde da Mulher, e Jal Reis, terapeuta e educador sexual, reúnem sua expertise para auxiliar casais a fortalecerem a conexão emocional e manterem acesa a chama da paixão. O diálogo, segundo eles, é parte essencial nesse processo.

Leia mais »
como-fazer-anilingua-beijo-grego

Guia completo da anilíngua

O termo vem do latim “anilingus” onde “ani” significa “ânus” e “lingere”, “lamber”, logo “lamber o ânus”. Significa a prática de sexo oral no ânus que também é chamada de beijo grego e adivinhe o porquê? Porque se tornou popular na Grécia Antiga que você já sabe que foi uma época em que a mulher era tratada apenas como uma fábrica de parir e o foco do prazer sexual se dava nas relações homossexuais. Por Marianna Kiss

Leia mais »
violencia-economica-patromonial

Violência patrimonial ou econômica: saiba reconhecer e como lidar

Ao refletir sobre as conquistas femininas no Mês das Mulheres, ainda são muitos os desafios a serem enfrentados e situações a serem combatidas, entre elas, a violência patrimonial ou econômica. Segundo Andressa Gnann, mãe, advogada, empresária, palestrante, sócia fundadora e gestora do escritório Gnann e Souza Advogados, considerado como Referência Nacional e Melhores do Ano em Advocacia e Justiça e responsável pelo projeto Papo de Leoa, a violência econômica nem sempre é vista de forma tão aberta quanto a violência física, mas deixa sequelas enormes. Saiba mais aqui.

Leia mais »
restaurante-altar

Restaurante Altar anuncia casamento LGBTQIA+ coletivo em São Paulo

O Restaurante Altar anuncia o primeiro casamento coletivo LGBTQIA+ em sua unidade paulistana, marcado para a próxima sexta-feira, 1º de março. O evento, liderado pelas sócias Carmen Virgínia, Fátima Pissarra e Luísa Sonza, em parceria com o Núcleo Feminista de Pesquisas em Gênero e Masculinidade (Gema/UFPE), não apenas celebra o amor, mas também destaca um esforço contínuo para reforçar a diversidade. Saiba mais aqui.

Leia mais »
sexualidade-da-geracao-z

Decifrando a Geração Z: primeiro relatório global sobre a sexualidade dos zoomers

De acordo com a pesquisa, 59% dos membros da Geração Z desejam um relacionamento aberto ou poliamoroso, citando benefícios como "experiências de vida sexual e/ou romântica mais plenas" (65%), "mente aberta/aceitação em relação a diferentes formas de amor" (54%) e "ajudar as pessoas a se ficarem mais confortáveis em pedir o que desejam para maior satisfação" (46%). Veja mais aqui.

Leia mais »
divorcio-grisalho-Sylvia Loeb

Divórcio grisalho e a busca por mais liberdade e prazer após os 50 anos

Nas últimas duas décadas, segundo dados do IBGE, o número de separações nessa faixa etária aumentou em 28%, contra 22% entre os casais mais jovens (de 20 a 50 anos). Entre os fatores que explicam essa tendência, estão maior expectativa de vida, independência financeira e profissional das mulheres e menor estigmatização do divórcio. Por Sylvia Loeb*

Leia mais »
Verified by ExactMetrics