CARTAS MENSGENS DOS ORIXAS.cdr

Cartas, Sexo e Diversão: Árvore + Obá

A Árvore indica estabilidade, força, frutos…

Obá é uma orixá guerreira, ligada à terra, à produtividade, à colheita… por isso, em seus mitos aprendemos que esse arquétipo está bem longe da fofoca e da maledicência, pois só fala dos outros quem não cuida de si…

As duas cartas juntas apontam para planos, projetos e dedicação à família, ao casal, ao relacionamento.

Alertam também para não se envolver em problemas alheios, principalmente os de relacionamento… aconselhe, mas não tome partido…

Com a lua nova que começa a crescer no céu, é tempo de solidificar seu relacionamento, planejando novos passos e frutos.

Ótimo momento para pensar em um passo além… da paquera para o namoro, do namoro para o casamento, no casamento, a próxima aventura juntos…

Alimentar a raiz da árvore relacionamento com interações sexuais vai fortalecer ainda mais a união.

Para perfumes, difusores e incensos invista em sândalo.

Tons de vermelho e marrom avermelhado (castanho) nas lingeries estarão alinhadas com a raiz.

Fantasias? Todas aquelas que lembram produção e trabalho…

Para comidas, raízes, tubérculos e alimentos que passam a ideia de força, com bebidas mais puxadas para o seco ou amargo…

Se ligue nas dicas, alimente seu relacionamento e tenha uma ótima colheita!

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

Autor Coluna Cartas, Sexo e Diversão

Cartas, sexo e diversão é um oráculo realizado com dois baralhos, o Cigano e o Mensagens dos Orixás e interpretados por Liliane Provenzano para aconselhar e sugerir novidades em sua vida sexual. Liliane Provenzano Friedericks é terapeuta holística, master em Reiki celta e iniciada em magia cigana. Mestra em Hospitalidade e bacharel em relações públicas, com experiência de mais de 28 anos na área de comunicação e eventos, é colaboradora de blogs, instrutora de cursos e vivências holísticas. Criadora da marca Alquimias da Bruxinha, também lidera o projeto SexAtivação com seu marido, Carlos Morini.

LEIA TAMBÉM

amor-versus-odio

A complexidade do sentir: ódio do bem x amor do mal

Complexidade ódio-amor que impõe o funcionamento robótico, ou seja, aquele que, enquadrando as pessoas em um único programa de pensar, elimina as diferenças e anula a individualidade. Por Beatriz Breves*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.