Cartas, Sexo e Diversão: Anel + Egunitá

O Anel simboliza união, parceria, relacionamento e compromisso, situações onde existem outras partes, seja nos negócios ou no amor.

Egunitá é cultuada no Brasil como a orixá mais ligada à cultura e ao povo cigano, conhecido por adorar festas, cultuar a liberdade e pela facilidade nos negócios. Podemos identificar em Egunitá a mensagem de festejar cada vitória da vida com sinceridade, para atrair mais bênçãos.

As duas cartas indicam que a lua que cresce no céu vai iluminar as celebrações dos relacionamentos onde todas as partes estão comprometidas com a parceria, com a vontade sincera de que a união tenha êxito.

Amor, sexo e diversão estão presentes na vida de pessoas que se dedicam às suas parcerias e relacionamentos, já que a vida premia quem gosta da vida, com mais vida!

Então, aproveite a semana para agradecer e brindar suas verdadeiras parcerias… com muita alegria!

Os aromas de laranja, cravo, canela, maçã, gengibre em perfumes, difusores e cosméticos facilitam a sensação de alegria.

Fantasias de ciganos, ciganas, lingeries de tons vibrantes e até com brilhos “enchem os olhos”…

O laranja e dourado podem ser toques alegres nos ambientes.

Comidas bem temperadas, frutas com sementes e bebidas com toques de cravo e canela vão complementar a celebração e alegria!

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

 

Autor Coluna Cartas, Sexo e Diversão

Cartas, sexo e diversão é um oráculo realizado com dois baralhos, o Cigano e o Mensagens dos Orixás e interpretados por Liliane Provenzano para aconselhar e sugerir novidades em sua vida sexual. Liliane Provenzano Friedericks é terapeuta holística, master em Reiki celta e iniciada em magia cigana. Mestra em Hospitalidade e bacharel em relações públicas, com experiência de mais de 28 anos na área de comunicação e eventos, é colaboradora de blogs, instrutora de cursos e vivências holísticas. Criadora da marca Alquimias da Bruxinha, também lidera o projeto SexAtivação com seu marido, Carlos Morini.

LEIA TAMBÉM

amor-versus-odio

A complexidade do sentir: ódio do bem x amor do mal

Complexidade ódio-amor que impõe o funcionamento robótico, ou seja, aquele que, enquadrando as pessoas em um único programa de pensar, elimina as diferenças e anula a individualidade. Por Beatriz Breves*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.