marlene-sexy-batalha-vibradores

Batalha de Vibros: Golfinho X Sugador

Olá queridos leitores!

Aproveitando essa semana onde o clima de eleições está mais aceso, decidi fazer nessa coluna uma batalha entre os dois modelos de vibradores mais queridos do Brasil: o Vibrador Golfinho e o Sugador de Clítoris.

Delícia, né? Essa ideia surgiu lá no lançamento da linha Neon Vibes, onde conheci pessoalmente a Paula Aguiar, que é especialista nesse assunto. Eu perguntei a ela qual é o melhor vibrador e ela me contou a incrível disputa entre esses dois sextoys no Prêmio Melhores do Mercado Erótico 2021.

Eu pedi na HR Atacado um de cada para experimentar e contar para vocês aqui o que eu achei e quem sabe decidir por mim mesma quem é o melhor dos dois.

Vibrador Golfinho: um explorador nato

O vibrador golfinho tem formato que lembra mesmo o animal que lhe deu o nome (alguns modelos tem até a cabecinha desse lindo animalzinho em alto relevo!). É compridinho e tem uma ponta curva que seria o equivalente ao focinho do golfinho.

Com essa pontinha curva e uma alta potência de vibração, ele cabe na palma da mão e tem um design confortável para sua manipulação durante o uso. É levíssimo e por isso não cansa a mão, um fator muito importante quando o assunto é a exploração dos pontos de prazer seja utilizando sozinha ou acompanhada.

O Vibrador Golfinho é ideal para estimular as zonas erógenas mais escondidas, não só dentro da vagina, mas também em todo o corpo, inclusive do parceiro. Para mim, foi revelador, porque eu “achava que tinha um orgasmo”. Depois que testei o vibrador golfinho eu descobri que gozar era muito mais do que já tinha gozado na vida.

Eu aproveitei o momento em que passo o hidratante no pós banho para usar o golfinho para massagear minha nuca, meus ombros, descendo pelos seios (é o sétimo céu, colocar a pontinha nos mamilos), depois passando pelo umbigo e nas pernas até nos pés.

Muito humilde e simples, e até meio tímido no começo, oferecendo apenas um modo de vibração, com bateria a pilha, o Golfinho vai te relaxando todinha, aquecendo sua pele e sua musculatura para depois te acender toda para sentir prazer. 

Quando já estava familiarizada com ele, passei um dos lubrificantes que já mostrei aqui na minha coluna e resolvi estimular a minha ppk também. Comecei pelos lábios externos, depois coloquei na portinha da vagina encostando de leve nos lábios internos… Parei um pouquinho entre o clítoris e esse ponto da entrada do canal vaginal e descobri meu ponto U ! Que tesão doido dá esse ponto U, gente?!

O Ponto U é um feixe mais sensível ao prazer de terminações nervosas que rodeiam o buraquinho da uretra, fazendo mesmo um U em volta dele.

Depois que já tava bem louca, eu introduzi só a cabecinha do golfinho na minha ppk e fui procurando o Ponto G enquanto ele vibrava potente dentro de mim. De repente … Achei e aí foi só deixar ele lá bem posicionado para urrar de prazer!

“Que abelha é essa, Marlene?”

Nesse momento, o Alaor entra no quarto todo assustado com uma daquelas raquetes para matar moscas na mão achando que uma abelha tinha me picado. Ele tinha ouvido da sala um zumbido baixo, mas achou que era um efeito sonoro do seriado que estava assistindo.

Quando gritei, ele pensou que o barulho tinha vindo do meu quarto “Marlene, que abelha é essa, Marlene?” ele perguntou esbaforido.

Eu não podia perder a deixa: “Me ajuda que ela ainda tá presa em mim, aqui debaixo do edredom” eu respondi, toda manhosa com o golfinho ainda ligado na minha ppk

Alaor prontamente veio me socorrer, mas logo viu que a “abelha” na verdade era o “Golfinho”. No primeiro momento ele ficou meio surpreso e antes que ficasse vermelho de ciúmes eu tirei o golfinho e dei um beijo bem molhado na boca dele…

Ele percebeu que tinha outra parte minha bem molhadinha também e aproveitou da situação. Depois ele deixou eu fazer uma massagem relaxante nele com o golfinho, e até deixou em brincar com ele lá embaixo também, acreditam?

Lembrando que o Vibrador Golfinho JAMAIS deve ser usado no sexo anal, viu minha gente? Isso porque ele não tem uma base de segurança e pode entrar no corpo e o intestino não tem fundo como a vagina. Isso quer dizer que ele pode se perder pelo intestino à dentro!

Mas nada impede que você brinque com ele por toda região externa do períneo do homem, como o saco e o espacinho que fica entre ele e o ânus, porque afinal, nessas horas a intenção é até mais excitante do que a ação em si, não é mesmo?

Sugador de Clítoris: orgasmos express

Já o Sugador, tão amado por todas as mulheres, tem na pontinha um furinho que faz uma pressão de ar quando você o coloca sobre o clitóris.

Então imagine o segredo do sucesso desse sextoy: ele faz realmente o que muitos parceiros não fazem, que é estimular o clitoris com maestria.

De fato, é só encostar e em poucos segundos você já goza! E se encostar de novo, vai gozar de novo! E é uma sensação bem diferente do orgasmo que o golfinho proporciona, porque o orgasmo vem de repente. Eu até poderia dizer que um é o oposto do outro no estímulo que provocam porque o golfinho acelera a excitação através do relaxamento e depois da excitação.

O sugador é mais impactante porque primeiro você goza intensamente para depois relaxar. O modelo que testei, o Sugador Eletric Massager oferece 7 modos de sucção, e eu testei todos e posso dizer que em cada um deles foi um orgasmo diferente.

Esse, o Alor nem sabe que existe, kkkk. Já usei várias vezes transando com ele, e ele nunca percebeu, porque é muito silencioso. E vou confessar que para mim, o sugador foi uma inovação incrível: porque Alaor e eu nunca conseguimos emparelhar nossos tempos de excitação.

Tem horas que ele demora demais a responder as minhas tentativas de seduzi-lo e eu já tô a mil por hora, louca pra gozar. Quando finalmente ele decide ceder aos meus encantos, quem já tá a mil é ele e goza muito rápido, aí eu ficava a ver navios.

Mas agora tenho uma arma secreta na minha mão e a gente agora é que nem bluetooth emparelha rapidinho, rs.

Atletas diferentes

E aí a pergunta que não quer calar é: Qual é o melhor vibrador: o golfinho ou o sugador?

Eu digo que cada um tem suas potencialidades, porque são tão diferentes em seu uso que jamais poderiam ser comparados em uma mesma modalidade de competição!

É tipo você juntar um tenista e um jogador de futebol num mesmo jogo para ver quem vence. Não dá né, gente? Como seria a pontuação de um jogo assim: match point ou quantidade de gols?

Mas o bom disso tudo é essa variedade que temos hoje em dia para nos ajudar em busca do prazer! Não é à toa que Sabrina Sato tem uma coleção de 40 vibradores em casa, ela deve ter um modelo de cada, só pode. Ainda chego lá!

E vocês querem tentar essa batalha também? Procurem na sex shop mais próxima de vocês! Para você que é lojista não deixe seu estoque desfalcado dessas duas belezinhas. Na HR Atacado você encontra várias opções de cores e marcas :

www.hratacado.com.br

Ou chame pelo Whatsapp aqui

Instagram: @hr.atacado

Toda essa estimulação me fez lembrar do próximo ebook erótico que iremos lançar no dia 10 de outubro: vem aí “Invasores de Corpos”. Veja a sinopse aqui.

Autor Marlene Sexy

Com mais de 108 mil seguidores em seu perfil no Instagram @marlenesexy, Marlene Hervé Montalbán é especialista em contratos publicitários na web e aceitou o convite do Portal Mercadoerotico.org para fazer reviews dos produtos sensuais mais queridos do mundo. Uma criação do cartunista Alberto Alpino.

LEIA TAMBÉM

plug-iupi-marlene-sexy

Para nossas Bodas de Estanho: Plug Iupi da Ana Canziani!

Sabendo do nosso aniversário de uma década juntinhos, a Hard nos ofereceu um lindo presente de bodas: O premiadíssimo Plug Iupi da Ana Canziani para fazer um review super especial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *