como-ter-mais-vontade-de-fazer-sexo

5 passos para ressignificar a falta de libido em qualquer idade da vida adulta

A ginecologista Beatriz Tupinambá, especialista em longevidade humana, detalha esta realidade das mulheres, principais queixas, e ainda revela como ter prazer até os 100 anos em nosso esquenta do “Dia do Orgasmo”

O Dia do Orgasmo acontece dia 31 de Julho, e quando o assunto envolve ‘relação sexual’, não dá para escapar de uma polêmica muito comum na vida de milhões de pessoas pelo mundo: a falta de libido. 

”Ter orgasmo melhora os hormônios, faz a pessoa dormir melhor, e mais relaxada, faz bem para a pele, entre muitos outros benefícios, por que fugir disso? E no caso de pessoas mais velhas, eu dou um conselho, se alguém disser que na terceira idade não existe prazer, saiba que é um mito, não aceite. Mulheres e homens podem sentir prazer e ter relação até o final da vida’, dispara a médica Beatriz Tupinambá. 

A falta de libido é uma realidade que pode afetar a todos, e ter diversas causas. Se ocasional é normal, mas se ela persistir e causar desconforto, afetando negativamente a qualidade de vida, é preciso agir.

Segundo a Dra. Beatriz Tupinambá, médica ginecologista e especialista em longevidade da Mulher, o tema é um problema muito comum porém tratável. 

”Com a ajuda adequada, é possível superar esse desafio, e recuperar uma vida sexual saudável e satisfatória, até os 100 anos de idade – Risos. É importante se atentar aos mitos que rodeiam o assunto, e claro, incluir na rotina alguns cuidados essenciais para melhorar este problema o quanto antes”, conta a ginecologista. 

Beatriz ainda revela que muitas mulheres recorrem à testosterona, utilizada muitas vezes em altas dosagens, onde na verdade a reposição mais assertiva seria o feminino estradiol. E mesmo assim, apenas hormônios não resolvem o problema, é necessário outras vertentes em paralelo ao tratamento. 

”Muitas mulheres utilizam a testosterona, e suplementos como a maca peruana, androsten, ginseng africano, entre muitos outros, como alternativas para recuperar a libido. Mas é o que digo para minhas pacientes no consultório, ‘se nem hormônios resolvem, como seria tão fácil cessar este problema apenas com esses suplementos que nada mais são do que placebos?’ Não existiriam tantos casos pelo mundo se fosse algo simples e rápido de se resolver. É preciso despertar a libido na própria pessoa, antes de qualquer coisa. Todas as mulheres que possuem conhecimento não sofrem mais com isso, porque elas conseguem ressignificar, na prática, e despertar a libido nela, independente dela ter um parceiro(a) ou não”. 

Selecionamos os cinco passos mais importantes para ressignificar a falta de libido, ter mais qualidade de vida, e consequentemente, incluir os orgasmos na rotina sexual. 

1 – Autocuidado

O autocuidado é o principal ponto para melhorar a libido. Ela não tem a ver com o parceiro ou relacionamento, ela está totalmente ligada à própria pessoa. O autocuidado precisa ser essencial e prioridade na vida, assim como o autoamor, e ambos os pontos estão totalmente conectados com a libido. Quando a mulher se cuida, ela consegue receber e retribuir todos os afetos e cuidados que chegam até ela.

A libido só pode ser resgatada pela própria pessoa, porque ela precisa se reconhecer como merecedora de tê-la. Faça elogios na frente no espelho, valorize as coisas difíceis que você passou que foram tão difícies e mas que superou, pare de ver e colocar defeitos em si, olhe para as vitórias e as comemore. Tenha orgulho de si e não se despreze.  Estes exercícios valem para todos, casadas, solteiras, viúvas, divorciadas, ou qualquer outra condição.

2 – Autoamor

O autoamor anda de mãos dadas com o autocuidado, e poderia ser o primeiro tópico dessa lista. As mulheres precisam se amar. Sem isso, os estímulos e afetos externos nunca serão reconhecidos por ela.

Outros pontos muito importantes do autoamor, são a autoaceitação (aceitar a si mesmo, com todas as suas qualidades, imperfeições e peculiaridades), reconhecer e valorizar quem você é, sem buscar a validação externa ou se comparar com os outros.

Ser gentil consigo, adotar hábitos mais saudáveis, estabelecer limites no dia a dia (respeitando suas próprias necessidades e prioridades), e ser verdadeiro e autêntico com você.

É importante lembrar que o autoamor é um processo contínuo e individual. Cada pessoa pode ter suas próprias ênfases e prioridades dentro desses aspectos. O mais importante é desenvolver uma relação saudável e amorosa consigo mesmo, reconhecendo seu valor intrínseco.

3- Skincare íntimo da magnífica

Fazer diariamente o skincare íntimo na magnífica (apelido carinhoso da vagina) é fundamental para recuperar a libido. Do mesmo jeito que você escova os dentes, toma banho, penteia os cabelos, passa protetor solar, a magnífica não pode ser deixada de lado, ela faz parte de você, e precisa de cuidados, ser valorizada e admirada.

A grande maioria das mulheres não vêem sua própria vagina, não as tocam, e não sabem nada a respeito. É preciso conhecer todas as partes da região. Pega um espelhinho e olhe ela. Eu falo para as minhas pacientes, conversa com ela, troca intimidade, faz uma massagem, passa um creme, cuida da magnífica como ela merece, afinal, é ela a responsável por te dar prazer.

Um ponto que influencia também, é a mulher achar que existe um padrão. A vagina é igual a digital, cada mulher tem uma diferente. Não compare com nenhuma outra, essa é a sua identidade, então valoriza a magnífica que você tem. Não existe perfeição para ela.

É direito da mulher não gostar dela, e se isso mexe com a autoestima, sem problemas, busca uma ajuda, procura uma solução. O que não dá é para ficar complexada e abalada. Hoje, o Brasil está  batendo recorde de cirurgia na magnifica.

E eu me pergunto, porque as brasileiras não estão satisfeitas e querem mudá-las? E se seu parceiro(a) colocar defeito na sua magnífica, repense nesta relação.  

4 – Resolva a dor/desconfortos na relação sexual

Não tem como pensar em ter relação sexual se você sabe que vai te causar um sofrimento. O prazer foi feito para ser bom para os dois. Não postergue quando estiver ruim.

Eu sempre aconselho a dividir com o parceiro os pontos que não estão bons para você, porque senão ele nunca saberá, vai achar que está tudo certo,  e nada vai melhorar. Pelo contrário só piora. Em casos apenas de desconfortos, vale sugerir alternativas como usar brinquedos, cremes e outras coisas que cada casal saberá definir bem.

Um dos pontos mais importantes desta quarta dica é a importância de tratar a atrofia vaginal. Existem vários métodos, entre eles, utilizar hormônio local, fazer a massagem diariamente na magnífica e fisioterapia pélvica.

E se tudo isso não resolver, aí sim, parte para outro nível, que é o tratamento com o laser. Mas eu recomendo em último caso. A relação sexual não pode ser um martírio e algo ruim.

Se dói, ninguém quer, e consequentemente a libido baixa muito. Eu escuto queixas no meu consultório diariamente ”quero voltar a ter prazer como eu sentia há 20/30 anos”. A idade não pode ser limitante, até o último dia da vida, dá para namorar.

Outro ponto, se falta carinho, que é um estimulador importante para as mulheres, senta com o parceiro e conversa. O que não dá é para aceitar e não agir. Se existirem outras situações que envolvem mágoas, rancores de problemas passados, resolva.

Chame um especialista, busque a terapia de casal, e vire a página. Manter sentimentos ruins em um relacionamento não pode. Ou desiste e termina, ou se ama muito joga fora essa dor emocional e recomeça, senão isso também vai impactar muito na libido. Existem as dores físicas e as da alma.

Fiz uma enquete no meu Instagram, e mais de 70% dos meu seguidores revelaram que fingem ter orgasmo para o parceiro. E isso é péssimo porque não pode ser vergonhoso. As mulheres têm muitas barreiras contra elas mesmas. Chega de tabus com a magnífica, esse encontro tem que acontecer.

5 – Pare de Fugir

Pare de fugir da sua sexualidade e relacionamento. Fingir que está dormindo, ou com enxaqueca não resolve, tem que enfrentar a causa. Porque pode funcionar por pouco tempo, mas isso encolhe e apaga a mulher.

Quando a gente se abre para um relacionamento, a sexualidade deve ser uma das prioridades. Dizer ”não” para o parceiro e deixar quieto é mais fácil. 

Quando planejar pensar em uma boa desculpa para fugir, pare, pense e liste nos bons motivos para ter aquela relação. E em seguida, faça o mesmo para o oposto. Quais são esses motivos positivos e negativos e os compara. Eles nos dizem muitas coisas.

Enfrentar é melhor para reverter a insatisfação. Quando a mulher fala ”não”para o parceiro, na verdade, ela está dizendo ”não” para ela. Não deixe o desânimo vencer. 

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

guia-de-produtos-eroticos-dia-dos-namorados

Guia de Produtos Eróticos para Surpreender no Dia dos Namorados

Para muitos casais, essa é uma ocasião para sair da rotina e surpreender o parceiro com gestos românticos e presentes significativos. E quando se trata de presentes, os produtos eróticos podem adicionar uma dose extra de diversão e paixão à celebração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics