10 coisas que seu vibrador pode fazer por você

Ano passado, foi definitivamente o ano dos sugadores, uma categoria quase particular de vibradores. Fenômeno só antes visto quando chegaram os rabbits. E talvez até mesmo quando o primeiro vibrador doméstico foi lançado. Agora ter um vibrador é quase de lei. Mas  talvez o que você não saiba é que esse aparelhinho esperto pode te trazer mais bençãos do que você já imaginou ou recebeu! 

Globalmente, o mercado de brinquedos eróticos deve crescer 9,92 bilhões de dólares até 2023. E grande parte desse sucesso se deve ao fato do que os vibradores vem ganhando status de gadgets de bem estar após as variadas descobertas científicas das benesses do orgasmo para a saúde.

Veja essa lista preparada pela educadora sexual Cassandra Corrado do Yahoo Life Style americano para você olhar pro seu vibro com outros olhos:

Insônia

Os orgasmos diminuem seu nível de cortisol (um hormônio relacionado ao estresse) e também liberam prolactina. A combinação dos dois hormônios pode ajudar a você a relaxar, e portanto a adormecer.

Falta de lubrificação crônica

Essa condição nem sempre está ligada a idade, sendo também um dos efeitos colaterais de uso de antidepressivos ou medicamentos para alergias. Ou mesmo como resultado de infecções crônicas ou por causa de tratamentos hormonais.

Até a desidratação pode contribuir para a falta de lubrificação, sabia? 

Um estudo de 2016 de 70 mulheres (cisgênero) descobriu que dois terços das participantes experimentaram aumento da lubrificação vaginal após usar um vibrador por três meses.

Mas lembre-se que, com ou sem lubrificação natural, é sempre bom usar o vibrador com um lubrificante para evitar o atrito e deixar o momento mais gostoso.

Anorgasmia

A anorgasmia também pode ter variadas causas, desde o estresse e um histórico de trauma até a resposta nervosa reduzida.

Os vibradores fornecem estímulo mais intenso podendo ajudar a criar mais sensibilidade corporal.

Cura do trauma sexual

A violência sexual não é uma experiência incomum e, apesar de termos feito progressos ao falar sobre isso, ainda não falamos muito sobre seus efeitos colaterais.

Depois de sofrer trauma sexual, muitas pessoas experimentam uma série de dificuldades sexuais.

Os vibradores e outros brinquedos eróticos podem ser ferramentas úteis se você estiver se recuperando de traumas sexuais. Eles podem ajudandar a recuperar uma sensação de controle e autonomia sobre seu corpo.

Lembrando que é claro que isso não substitui o papel da terapia. Os dois devem andar juntos nessa recuperação.

Cólicas menstruais

Graças a uma combinação de contrações do assoalho pélvico e endorfinas liberadas durante o orgasmo, os vibradores podem ser ótimos aliviadores de cólicas menstruais.

Mas caso você costuma sentir cólicas ou uma dor leve durante ou após o orgasmo, usar um vibrador durante o período menstrual pode fazer você se sentir ainda mais desconfortável.

Dores de cabeça

Algumas pessoas dizem que ter orgasmos alivia suas dores de cabeça, e você pode ser uma delas.

Mas algumas pessoas também dizem que ter orgasmos piora suas dores de cabeça. Já outras  experimentam dores de cabeça após o orgasmo . Portanto, experimente e prossiga com cuidado.

E se você fizer parte desse segundo grupo, vale a pena conversar com um médico.

Atrofia Vaginal

A atrofia vaginal é “afinamento, secagem e inflamação das paredes vaginais que podem ocorrer quando seu corpo tem menos estrogênio”, de acordo com a definição da Clínica Mayo .

Geralmente acontece na menopausa, mas também pode acontecer com pessoas com vaginas que estão em um regime de terapia com testosterona.

A atrofia vaginal pode tornar a penetração dolorosa (ou até impossível). O vibrador pode ajudar quando promove orgasmos que estimulem o fluxo sanguíneo para a pelve, aumentando a lubrificação.

Nesses casos, seria bom começar com vibradores externos ou clitorianos, como é o caso dos sugadores.

Auto confiança

A masturbação está positivamente ligada a maiores taxas de auto-estima e satisfação sexual, que são dois grandes componentes da autoconfiança. 

O uso de um vibrador permite que você possa assumir o controle de sua satisfação sexual inspirando mais confiança.

Mas vale ressaltar que, mesmo que o  vibrador possa provocar um orgasmo em 90 segundos ou menos, a autoconfiança não chega tão rapidamente.

É uma mudança de mentalidade e ambiente que pode levar tempo – portanto, não espere uma correção instantânea.

Se posicionar sobre um relacionamento ruim

O uso bem sucedido de um vibrador pode te ajudar  a tomar decisões mais equilibradas sobre com quem deseja fazer sexo.

Ter prazer com um vibrador traz autonomia e um referencial de como obter prazer através do sexo.

Depressão

Os orgasmos liberam uma mistura de hormônios que causam sentimentos positivos – ocitocina, dopamina e endorfinas.

Isso significa que eles podem melhorar seu humor . Mas, como sabemos, a depressão não é só um estado humor – é uma doença mental mais profunda.

Porém, a melhora do humor pode ajudar a tornar o seu dia um pouco mais fácil (em combinação com terapia e medicamentos).

 

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

 

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

lançamentos-pessini-cosméticos

Nessa 4ª: conheça os lançamentos da Pessini Cosméticos

Abrindo o especial de lives do Catálogo de Lançamentos Grandes Marcas do Mercado Erótico, Elaine Pessini, CEO da Pessini Cosméticos mostra os lançamentos da marca em live nessa 4ª, dia 18 , a partir do meio dia, no instagram @mercadoerotico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.