Inicio >> Eventos >> UNISAL abre Pós Graduações em Sexualidade
sexualidade-posgraducacao

UNISAL abre Pós Graduações em Sexualidade

Turmas de Terapia Sexual e de Educação Sexual começam dia 23 de fevereiro

Você tem curso superior e tem engajamento em sexualidade? Então saiba que você pode ser um Educador Sexual e trabalhar em escolas e instituições. É sex coach? Trabalha em sex shop? Esse curso também é pra você!

Agora, se você se formou em Medicina ou Psicologia, mas encontra muitos desafios quando seu paciente lhe traz queixas no âmbito da sexualidade, a pós graduação em terapia sexual pode lhe instrumentalizar melhor e até abrir portas para uma nova atuação profissional, mais direcionada.

Muito campo e poucos profissionais

Com os problemas advindos da crescente urbanização, do ritmo de vida cada vez mais acelerado e das noções muito frequentemente imprecisas passadas pelos meios de comunicação, muitas pessoas sofrem as consequências de uma educação sexual repressora e dos preconceitos vigentes, desenvolvendo disfunções sexuais e tendo de conviver com uma série de problemas de relacionamento.

Por isso mesmo, o mercado de trabalho tem apresentado crescente demanda de profissionais especializados em sexualidade. De um lado, temos educadores que não recebem quase nenhuma formação nessa área. Assim como os currículos das Faculdades de Psicologia e Medicina são bastante insuficientes quanto ao ensino de técnicas de manejo e tratamento de disfunções sexuais.

As novas concepções sobre o comportamento sexual e sobre as relações de gênero, geram transformações e mudanças na formação do ser humano e na construção das suas relações.

A estruturação do curso de Educação Sexual permite proporcionar formação teórica e prática àqueles que desejam tornar-se especialistas em intervenções familiares, comunitárias e institucionais no âmbito da orientação sexual.

Além da técnica, há também espaço para a didática e a pesquisa

Além de fornecer técnicas profissionais, esses cursos de pós graduação também preparam seus alunos para o ensino e a pesquisa oferecendo instrumental didático e desenvolvendo a capacidade científica por meio da difusão dos conhecimentos fundamentais da ciência da Educação e da Metodologia do Ensino Superior.

O objetivo também é incrementar o espírito investigativo, propiciando instrumental para o planejamento, execução e divulgação dos resultados de pesquisas na área da sexualidade humana.

Metodologia e Corpo Docente

A metodologia dos cursos de pós graduação em sexualidade é bem mista, trazendo  aulas expositivas, dinâmicas de grupo, atendimentos simulados (atores treinados para serem pacientes com disfunções sexuais), mesas-redondas, seminários de filmes.

O time de professores congrega os melhores sexólogos do país, autores de pesquisas, livros e conferencistas de peso.

As aulas acontecem em um final de semana a cada mês em turno integral (das 8h20-18h), sendo que para a turma de Terapia Sexual são 4 semestres letivos (460h/a) e para a de Educação Sexual são 3 semestres letivos e mais 1 semestre para elaboração da monografia (360 h/a).

Dessa forma, alunos de todo o país podem se agendar para frequentar os encontros mensais. Para quem é de fora da cidade de São Paulo, UNISAL oferece possibilidades de hospedagem no local do curso.

Maiores informações:

Com carla.felicio@unisal.br ou (11) 3649-0200, Ramal 2028.

Testemunho da autora dessa matéria:

Em 2005, comecei a estudar com maioria desse corpo docente que hoje está na Unisal mas em outra instituição. Como me graduei em Comunicação Social, poderia fazer a pós graduação em Educação Sexual. A esta altura já atendia como assessora de imprensa, a Erotika Fair, a Fátima Moura, o Ponto G (entre outras empresas do mercado erótico), além dos terapeutas sexuais, Sylvia e Celso Marzano que também foram meus professores e que me aconselharam a trilhar esse caminho. O que posso dizer é que foi a escolha mais certa da minha vida, pois ao lidar com a sexualidade na imprensa tenho uma grande responsabilidade em função da amplitude desse trabalho. Se por um lado meus tabus caíram por terra, por outro tenho mais segurança em repassar informações corretas, ao mesmo tempo em que me preparei melhor para lidar com os preconceitos e medos dos jornalistas. Com eles fiz um belo trabalho de abertura para o diálogo e difusão do conhecimento a respeito desse nosso assunto predileto: o erotismo.

 

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

live-sexualidade-deficiencia-fisica

REMARCADA – LIVE+SORTEIO com Mirna Zelioli e Leidjane Santos do Projeto SAT

Por questões técnicas das convidadas, essa Live foi remarcada para próxima terça, 21, às 20:30. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *