live-striptease-fatimamourah

Nessa 4ª: como fazer striptease com acessórios?

Fátima Mourah, Mestra em Artes Sensuais explica na live dessa próxima quarta, dia 23, no instagram @mercadoerotico , a partir das 20h, como fazer um striptease usando acessórios como colar de pérolas, luvas e echarpe.

Ela promete, ela cumpre. Em sua live de lançamento do Curso de Striptease on line, Fátima Mourah prometeu voltar para ensinar técnicas com acessórios, já que uma das participantes do chat perguntou sobre o uso colar de pérolas durante a performance.

Na ocasião dessa live, que foi uma verdadeira aula gratuita de striptease (assista aqui) , Fátima explicou como lidar com algo tão delicado como o colar durante o strip, já que ele pode, assim como outros acessórios, enganchar em alguma coisa e quebrar todo o encanto. Além do risco, é claro, do colar arrebentar e esparramar todas as contas pelo ambiente.

Nessa quarta, a Mestra em Artes Sensuais retorna ao nosso instagram para uma nova live-aula, onde dessa vez, ela irá mostrar como usar o colar de pérolas em uma coreografia de striptease, bem como outros acessórios como a luva e a echarpe.

À primeira vista, você pode pensar que tudo pode ser muito fácil, mas Fátima alerta que se não tiver técnica na hora do striptease você pode se atrapalhar, se perder no ritmo e na coreografia e todo o encanto do momento se vai, sem controle.

Uma arte secular

O Striptease parece algo moderno em relação as demais danças sensuais, como a do ventre, porém já virou a casa dos 100 anos.

Começou por voltade 1920, em cabarés burlescos, como uma forma de economizar o uso e a lavagem do figurino e daí pra frente foi evoluindo em técnica, truques e estilos nos corpos das performances que se destacaram nessa arte.

“Gypsy Rose Lee se consagrou, por exemplo, como grande percurssora do striptease por criar o maneirismo de tirar as peças e girar com a mão antes de jogá-las aos pés do público”, conta Fátima.

Por isso, para cada peça que tirada há pelo menos 3 formas básicas de gestos que não só facilitam o desempenho da apresentação como também fascinam o par ou a platéia por seu modo inusitado e hipnotizante.

“O tirar a roupa em um striptease não é apenas despir um figurino, mas é também usar um pouco de ilusionismo para guiar o olhar e encantar quem está assistindo” ensina a professora.

Carisma também é importante

Com formação em balé clássico, jazz e dança de salão,  Fátima Mourah começou a ministrar cursos de strip tease em 1994 , quando a mãe de uma de suas alunas de passarela pediu uma coreografia para esquentar seu aniversário de casamento. 

Na época, Fátima ensinava às aspirantes a carreira de modelo como posar para as câmeras e desfilar em uma academia de São Paulo.

Durante os ensaios, Fátima conta que muitas outras mães e alunas pediram também aulas de strip tease e a moda pegou. 

Animada, ela colocou uma faixa na frente da academia avisando do novo curso do local e uma jornalista do Suplemento Feminino do Estadão passou e viu o anúncio. Ela fez uma matéria e projetou a técnica de Fátima Mourah para todo o Brasil.

Esse foi o começo da trajetória profissional de Fátima como a Mestra de Artes Sensuais com maior visibilidade na imprensa brasileira. Talento reconhecido pelo seu ensino cativante e de imenso carisma.

CONHEÇA JÁ O CURSO ON LINE DE STRIPTEASE AQUI

“O primeiro striptease a gente faz na alma. Antes de tirar a roupa, temos que nos despir dos medos, tabus e preconceitos. Para fazer um bom striptease você tem que primeiro se conhecer, se aceitar e trabalhar seus pontos fortes. É uma experiência transformadora. Quem tira a roupa com maestria domina os sentidos do seu par ou da platéia. E para dominar, você tem que antes conquistar, cativar e reinar, pleníssima”, adianta a mestra.

Fátima Moura é pioneira no atendimento em geral na área de sexualidade . Capacitada em saúde e educação sexual, é Sexóloga em formação. E também presta consultoria para organização de Chá de Lingerie.

Imperdível!

SERVIÇO:

LIVE ESPECIAL – MercadoErotico.org

Dia 23 de fevereiro – a partir das 20h (horário de Brasília) 

Local: @mercadoerotico

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

marlene-sexy-neonvibes

Neon Pen: um lançamento para você que adora uma luz apagada!

A linha Neon Vibes tem 10 produtos que além de serem comestíveis traz os sabores inusitados de maçã verde, morango com lichia e pitaya. Todos eles brilham sob a luz negra para você poder se divertir à meia luz ou no escuro mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.