venus-espelho

Mulher, descubra seu corpo nesse Natal!

Inspirado em casos médicos, obra “Um espelho para Vênus” conscientiza elas sobre a sexualidade e o próprio corpo com o enredo de um belíssimo romance

Chega de negligenciar o corpo e o conhecimento sobre o mesmo neste Natal! Como uma forma de educação sexual para elas, o livro Um espelho para Vênus, da ginecologista Cristiane Schneckenberg, irá abrir as portas para uma diversão literária mesclada com a temática da saúde.

Afinal, todas as mulheres merecem se conhecer melhor, seja no âmbito psicológico ou corpóreo.

Narrando a vida e romance da médica Sara Mayer, Um espelho para Vênus também aborda questões do universo sexual, como vaginismo, falta de apetite sexual, incapacidade de atingir o orgasmo e muito mais.

Uma obra perfeita para presentear aquelas que possuem o interesse em conhecer mais dessa temática, mas ainda estão com o pé atrás ou vergonha. O que importa é que essas mulheres ganhem a coragem de quebrar o tabu e adentrem nesse universo de sexualidade.

Você pode adquirir o livro nas principais livrarias do país. A obra também está disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/2Q9dTuy

Livro Um Espelho para Vênus

 

 

Ficha Técnica:
Título: Um espelho para Vênus
Autora: Cristiane Schneckenberg
ISBN: 978-85-924334-0-6
Páginas: 227
Preço: R$ 35,00

 

 

Cristiane Schneckenberg

 

Sobre a autora: Cristiane Schneckenberg é médica ginecologista e obstetra. Participa da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia e da Sociedade de Ginecologia da Infância e Adolescência. Desenvolveu projetos de formação direcionados a professores e profissionais da saúde para a abordagem da sexualidade na adolescência. Com uma constante presença na mídia, procura democratizar informações sobre a saúde da mulher. Um espelho para Vênus é seu primeiro livro de ficção, no qual usa seus conhecimentos médicos para narrar uma história sobre amor, relacionamento e sexualidade. Reside em Ponta Grossa, atuando em sua clínica, a CS Clin, de saúde e estética da mulher.

 

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

sindrome-da-boazinha

Síndrome da Boazinha: quando a necessidade de agradar o outro se torna um problema

Você se considera boazinha demais? Está sempre em busca da aprovação do outro? Acha que as pessoas podem estar se aproveitando de você, em função do seu  jeitinho? Tem dificuldade de dizer não, mesmo que não tenha tempo ou interesse em atender determinadas solicitações? Se você respondeu sim para estas perguntas, certamente sofre com a “Síndrome da Boazinha”. Este é um padrão de comportamento compulsivo e não um transtorno psiquiátrico, como explica Filipe Colombini, psicólogo e CEO da Equipe AT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics