Inicio >> Eventos >> Microsoft celebra 3º ano de apoio à Parada do Orgulho LGBT
Parada-LGBT_microsoft

Microsoft celebra 3º ano de apoio à Parada do Orgulho LGBT

A presidente da Microsoft, Tânia Cosentino, irá desfilar no carro oficial na Parada do Orgulho LGBT em São Paulo representando a empresa e o apoio à Diversidade e Inclusão

A Microsoft estará presente pelo terceiro ano consecutivo em mais uma edição da Parada do Orgulho LGBT, que será realizada no próximo dia 23 de junho, na cidade de São Paulo.

Nesta edição, a presidente da companhia, Tânia Cosentino, e a vice-presidente jurídica da Microsoft Brasil, Alessandra Del Debbio, estão confirmadas para desfilar no trio da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT), carro oficial do evento, junto com outros funcionários.

Em junho de 2018 e 2017, colaboradores, juntamente com amigos e familiares, participaram da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, representando a companhia.

Este ano, mais de 4 mil funcionários da Microsoft desfilarão em paradas de Orgulho LGBTQ+ em mais de 60 cidades e 30 países em todo o mundo.

A Parada de São Paulo é a maior do mundo. Durante o evento, funcionários da Microsoft vão distribuir brindes e camisetas para os participantes do evento.

O apoio da Microsoft ao LGBTQ+ já contabiliza 1/4 de século

Há mais de 25 anos, a empresa tem apoiado funcionários e políticas LGBTQ+. A Microsoft iniciou sua jornada de inclusão no início da história da empresa, incluindo orientação sexual em suas políticas de não discriminação em 1989.

Em 1993, foi uma das primeiras empresas do mundo a oferecer benefícios aos funcionários com parceiros do mesmo sexo.

Em 2004, incluiu a identidade de gênero em sua declaração de Igualdade de Oportunidades de Emprego e começou a fornecer serviços de saúde de afirmação de gênero.

Desde 2005, a Microsoft atingiu a pontuação máxima de 100 no Índice de Igualdade Corporativa da Human Rights Campaign, o que indica que a Microsoft está estabelecendo e aplicando políticas para proteger a comunidade LGBTQ+.

Diversidade e inclusão na Microsoft

Diversidade e inclusão são pilares da cultura da Microsoft. A companhia acredita que ter um time diverso, capaz de gerar inovação por meio de ideias e referenciais diferentes é fundamental.

“A Parada LGBT de São Paulo é um momento único de celebração da diversidade e da inclusão e a Microsoft não poderia deixar de participar dessa iniciativa. É fundamental termos cada vez mais eventos e ações que apoiem a diversidade e, assim como diz o lema que temos na Microsoft, permita que cada um se sinta à vontade para vir como você é”, afirma Tânia Cosentino, presidente da Microsoft no Brasil.

A Microsoft Brasil possui um Comitê de Diversidade e Inclusão que tem quatro pilares: Mulheres na Microsoft, Blacks at Microsoft, LGBTQ+ e Acessibilidade. Em todos eles, são trabalhadas duas frentes: atração (recrutamento) e retenção (desenvolvimento e oportunidades de carreira.

O Pilar LGBTQ+ foi criado em 2016 na Microsoft, representando funcionários homossexuais, bissexuais e transexuais da empresa (GLEAM – Gay and Lesbian Employees at Microsoft). No mundo inteiro, mais de 2000 funcionários da Microsoft participam do GLEAM.

A preocupação da Microsoft vai além de construir um time diverso, mas em de fato incluir esse público no ambiente de trabalho. 

Em maio de 2017, a Microsoft anunciou novas políticas de licenças com foco em retenção de talentos de maneira abrangente, mas que oferecem um ganho direto para a comunidade LGBTQ+.

Direitos LGBT reconhecidos

Quando uma pessoa do casal LGBTQ+ é funcionário Microsoft, fica à critério do colaborador indicar se ele opta pela a licença maternidade ou paternidade.

Pode-se ter mulheres em licença maternidade ou paternidade e homens na mesma situação.

Se ambos forem funcionários Microsoft, podem definir quem irá optar pela licença maternidade e paternidade. As licenças valem para filho adotivo ou natural. 

O benefício é de 180 dias corridos para as mães 42 dias para os pais. As duas licenças são remuneradas, válidas para casos de nascimento ou adoção de crianças de até 16 anos. As férias também podem ser usufruídas após esse período.

Fórum de Empresas e Direitos LGBT e seus Dez Compromissos

A Microsoft também assinou, pelo terceiro ano consecutivo a adesão ao Fórum de Empresas e Direitos LGBT e seus Dez Compromissos, iniciativa que reúne mais de 30 grandes empresas atuantes no Brasil.

As empresas signatárias devem estar dispostas a criar um ambiente de respeito aos profissionais LGBTQ+ e deixar aberto espaços para debater o assunto.

Desde 2015, a companhia oferece treinamentos para mostrar aos funcionários a existência dos vieses inconscientes e como é preciso ter consciência deles para conseguir lutar contra e construir uma empresa de fato inclusiva.

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

 

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

Apimentando a relação: Swing e Balada Liberal para Casais

Visitamos o Enigma Club e trazemos as últimas novidades do Swing e outros prazeres para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *