quais-sao-os-seus-valores-pessoais

Você sabe dizer quais são seus valores pessoais?

Por *Fábio Assalim

Segundo a neurociência 12% das nossas decisões são tomadas de forma racional e as outras 88%, eu disse oitenta e oito por cento, são tomadas a nível inconsciente. Por que fazemos o que fazemos?

Porque muitas vezes traçamos metas e objetivos para nossa vida e em alguns meses, semanas ou até mesmo dias não damos mais importância a eles e acabamos por abandoná-los?

Se nossos objetivos, planos ou até mesmo a nossa conduta não estiverem alinhados com os nossos valores, estaremos sempre nos sabotando, agindo contrariados e as coisas em nossa vida não fluirão.

É como se estivéssemos “remando contra a maré”. Nossos valores pessoais determinam nossa maneira de ser e de estar no mundo, e são eles que culminam em nossos resultados nos relacionamentos, no trabalho e na vida como um todo.

Mas afinal, o que são valores pessoais?

Valor é tudo o que é importante em nossa vida e muitas vezes sem que percebamos governam as nossas decisões, das mais simples às mais profundas.

Os nossos valores pessoais são a matéria-prima de uma vida feliz. Costumo dizer que os valores pessoais, somados às nossas crenças formam o que chamo de nosso “manual de instruções”.

De onde vêm nossos valores? Das experiências que temos na vida, dos nossos pais, da escola, da mídia, do trabalho, dos amigos, dos livros, entre outros. 

A chave é estar consciente de que são esses valores que guiam nossas vidas, portanto precisamos conhecê-los.

Descobrir os nossos valores pessoais é saber o que realmente é importante para nós e só assim conseguimos estabelecer prioridades num mundo sem tempo.

Uma vida plena é vivermos primeiro o que é mais importante para nós, pois resultados efetivos e eficazes começam de dentro para fora.

É uma jornada invisível de sentimentos, de aprendizado, de autoconhecimento e de crescimento. É a jornada interior que nos motivará para qualquer jornada exterior.

Importante ressaltar que nossos valores podem mudar ao longo dos anos ou da situação em que nos encontramos.

Por exemplo, quando nos tornamos pais, podemos passar a ter o valor “segurança” muito forte, valor este que antes não era tão importante.

Tão importante quanto conhecer os nossos valores, é saber quais são os critérios que usamos para validar estes valores.

Por exemplo: conexão é um valor, liberdade é outro valor. Agora dizer que estar casado significa ter conexão ou perder a liberdade é um critério.

Importante ressaltar que não possuímos apenas um valor. Possuímos vários e eles nos regem conforme uma hierarquia, ou seja, se possuirmos os valores liberdade e segurança e formos colocados diante de uma situação em que tivermos que escolher entre um e outro, o mais forte
vai guiar a nossa decisão.

Um detalhe importante! É preciso diferenciar valores-fins de valores meios. As pessoas geralmente dizem que as coisas mais importantes em sua vida são: dinheiro, relacionamentos, família, carros… e estes são valores-meio.

Mas na verdade, elas querem os fins que esses itens podem proporcionar que são: conforto, paixão, aventura, amor, excitação.

Para saber quais são seus valores pessoais, reserve um tempo para ficar só, onde sabe que não vai ser interrompido e pergunte-se: o que realmente é importante para mim?

Depois de identifica-los determine qual a ordem de importância para você.

Uma coisa que pode ajudar se estiver em dúvida é validar com pessoas conhecidas e próximas a você. Pergunte a eles se concordam com sua escolha.

Uma vez que você saiba quais são seus valores pessoais, viva-os intensamente, isso é qualidade de vida. Essa é a maior riqueza de qualquer ser humano. Faça a diferença! Seja feliz!

*Fábio Assalim é diretor do Instituto Bio 10, palestrante, Master Coach, Master Practitioner em Programação Neurolinguística com certificação internacional em DISC Assessment e Inteligência
Emocional e especialista em realização pessoal. Como palestrante atua na área motivacional, comportamental e de empreendedorismo. Além de contar em seu currículo com formação em Análise Transacional, Psicologia Positiva e Terapia Cognitiva, o profissional é bacharel em Engenharia de Produção pelo Centro Universitário FEI.

Autor Coluna Sexologia

A coluna SEXOLOGIA traz especialistas convidados para escrever sobre este tema tão amplo e que abraça tantas tribos diferentes. Quer participar? Envie seu artigo para o email contato@mercadoerotico.org

LEIA TAMBÉM

marlene-sexy-batalha-vibradores

Batalha de Vibros: Golfinho X Sugador

Aproveitando essa semana onde o clima de eleições está mais aceso, decidi fazer nessa coluna uma batalha entre os dois modelos de vibradores mais queridos do Brasil: o Vibrador Golfinho e o Sugador de Clítoris.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.