Vacina HIV

Vacina experimental contra o HIV será testada em homens

A Johnson & Johnson testará uma vacina experimental contra o HIV em homens. Se resultados favoráveis ​​forem obtidos, a empresa farmacêutica criará a primeira vacina para atacar todas as cepas de HIV.

A Johnson & Johnson iniciará uma nova etapa em uma pesquisa que vem desenvolvendo há 15 anos. Testará uma vacina experimental contra o HIV nos Estados Unidos e na Europa.

Caso seja bem sucedida, se tornará a primeira vacina universal contra a AIDS após quatro décadas de descoberta do vírus devastador.

O vírus da imunodeficiência humana (HIV) sofre mutações rápidas e ataca o sistema imunológico das pessoas. 

Se não for tratada em um estágio inicial, pode evoluir para AIDS. Os primeiros casos foram detectados em 1980. Desde então, os cientistas buscaram, sem sucesso, uma vacina contra o vírus.

“A nova etapa do estudo envolve a aplicação dessa vacina experimental em 3.800 homens que fazem sexo com homens. Serão seis injeções em quatro sessões” . A explicação é de Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA à agência Bloomberg .

A J & J, o Instituto de Alergia e Doenças Infecciosas e a Rede de Testes de Vacinas contra o HIV trabalharão juntos nesta parte do estudo.

Abordagem universal contra mutação veloz

A novidade deste projeto é a sua abordagem universal , uma vez que procura  fazê-lo funcionar em populações de todo o mundo . 

Não há um só tipo de cepa de HIV. Mas uma variedade de cepas no mundo que sofrem mutação rapidamente. Então, outras vacinas se concentraram na prevenção de um único tipo de vírus.

“Esta abordagem tenta entender como imunizar uma infecção em constante mutação”. A afirmação é Dan Barouch , professor da Harvard Medical School, cuja pesquisa lançou as bases para essa vacina .

custo dos tratamentos para inibir o HIV , o estigma para os pacientes e a carga social são fatores que destacam a necessidade de uma vacina para prevenir o vírus.

Se resultados favoráveis ​​forem obtidos, a vacina da J & J seria uma ferramenta essencial para reduzir a epidemia de AIDS . Estima-se que as conclusões do estudo sejam obtidas em 2023.

desenvolvimento da vacina, por Barouch, levou 15 anos . Ele e Bette Korber usaram um vírus da gripe alterado para produzir proteínas de mosaico que aumentam a imunidade.

É difícil eliminar o HIV porque se acumula dentro de certas células, sem ser detectado pelo sistema imunológico . 

vacina em mosaico já está sendo testada em um grupo de mulheres de cinco países da África. Já que esse é o continente onde a maioria dos casos de transmissão é registrada.

 

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

 

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

Guia do ménage para mulheres: o que você precisa saber antes de apimentar a relação

Veja as respostas para as 10 maiores dúvidas de mulheres quando querem e estão à procura ou curiosas sobre um relacionamento liberal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.