revenda-moda-intima

Revenda de Moda Íntima: como começar um negócio de sucesso

A revenda de moda íntima pode ser uma ótima oportunidade para quem busca empreender e ter uma renda extra. No entanto, para ter sucesso nesse ramo, é preciso seguir algumas dicas importantes.

Hoje, vamos falar desde como se tornar uma revendedora de peças íntimas até como comprar produtos para revenda, passando por estratégias de divulgação e as melhores marcas do mercado. Confira!

Como ser revendedora de peças íntimas?

O primeiro passo para se tornar uma revendedora de peças íntimas é escolher uma marca ou fornecedor confiável. É importante que os produtos oferecidos tenham qualidade e variedade para que você possa atender diferentes perfis de clientes. Além disso, é necessário ter um capital inicial para investir na compra de peças para revenda.

Antes de iniciar as vendas, é fundamental definir o seu público-alvo e estudar o mercado para entender as tendências e necessidades dos consumidores. Por exemplo, qual a faixa etária e tamanhos de manequim que você irá atender, bem como o estilo das mulheres mais próximas que você poderá tornar suas clientes.

Body Plus Size da nova coleção
da Garota Veneno

Outra dica importante é investir em uma boa apresentação dos produtos, com fotos de qualidade e descrições detalhadas. Isso pode ser feito por meio de uma loja virtual própria, redes sociais ou até mesmo por catálogo impresso.

Qual a Capital da Moda Íntima?

A cidade de Nova Friburgo, localizada na região serrana do Rio de Janeiro, é considerada a capital da moda íntima no Brasil. A cidade concentra a maior parte das fábricas e empresas do setor, o que garante uma grande variedade de produtos e preços competitivos. Além disso, Nova Friburgo conta com um polo de moda consolidado, que atrai compradores de todo o país e do exterior.

Mas é de Juruaia, interior de Minas Gerais, outro pólo de lingerie importante no Brasil, a Melhor Lingerie de 2022 no Prêmio Mercado Erótico Sensual e Bem Estar Íntimo: a Garota Veneno

Presente há 19 anos no mercado, foi eleita por votação popular muito em função da aceitação de suas criações em todas as lojas do Brasil, além de outras vantagens como maior acessibilidade virtual, agilidade na entrega, atendimento eficaz e personalizado e a qualidade dos produtos oferecidos.

Como divulgar moda íntima?

A divulgação é uma etapa fundamental para o sucesso da revenda de moda íntima. Uma das estratégias mais eficazes é utilizar as redes sociais, como Instagram e Facebook, para criar uma presença online e atrair clientes. 

É importante investir em fotos e vídeos de qualidade, que destaquem as peças e suas principais características, os melhores fornecedores de moda íntima distribuem esse material de forma profissional para os seus revendedores.

Fotos de divulgação da nova coleção da Garota Veneno

Outra dica é oferecer promoções e descontos exclusivos para os seguidores das redes sociais. Além disso, é possível participar de eventos e feiras de moda em sua região para apresentar os produtos pessoalmente e fazer contatos com potenciais clientes.

E comece pelo seu círculo social: avise aos seus familiares, colegas de trabalho, amigos, entre outras pessoas que convive que agora você tem uma revenda de moda íntima com atendimento discreto e personalizado. Isso pode ser feito em reuniões sociais ou mesmo por uma linha de transmissão do seu whatsapp.

Quais as melhores marcas de roupa íntima?

Existem diversas marcas de roupa íntima, cada uma com suas características e diferenciais. Algumas das mais populares entre os consumidores são:

Hope: reconhecida pela qualidade e conforto de suas peças, a Hope é uma das maiores marcas de lingerie do país, oferecendo desde peças básicas até modelos mais elaborados e sofisticados.

Scala: especializada em moda íntima modeladora, a Scala é conhecida por seus tecidos tecnológicos que ajudam a modelar o corpo e valorizar as curvas.

Lupo: a marca de origem paulista é referência em meias e cuecas masculinas, mas também oferece uma linha completa de lingerie feminina, com peças confortáveis e de qualidade.

Duloren: com mais de 50 anos no mercado, a Duloren é reconhecida por suas peças elegantes e sofisticadas, que combinam rendas e detalhes delicados.

Valisere: a marca oferece uma ampla variedade de peças, desde lingerie até moda praia e fitness, sempre com um toque de sensualidade e sofisticação.

Loungerie: a Loungerie é uma marca especializada em lingerie de luxo, com peças elaboradas e sofisticadas, perfeitas para ocasiões especiais.

DeMillus: uma das marcas mais antigas do mercado, a DeMillus é conhecida por suas peças confortáveis e acessíveis, ideais para o dia a dia.

Liebe: a marca oferece uma linha completa de lingerie, moda praia e fitness, com peças modernas e sofisticadas.

Porém, essas grandes marcas nem sempre oferecem uma rentabilidade viável para quem deseja revender moda íntima, principalmente a linha mais sexy. 

Seja porque são muito especializadas em lingeries mais convencionais para o dia a dia, ou porque revendem por catálogos mais engessados ou ainda por disponibilizarem suas peças no atacado somente em grandes quantidades e para lojistas com CNPJ.

Por isso, quando falamos em revenda de moda íntima, nem sempre uma marca conhecida pode ser o melhor começo. Comprar direto de uma fábrica que tenha qualidade e um bom relacionamento com você já é um grande passo nesse início. 

Até porque a maioria das mulheres hoje em dia querem o melhor por um preço mais acessível. E isso não é exclusividade de grandes marcas. É aí que mora o seu pulo do gato, onde você terá maior margem de lucro.

O que postar no Instagram de moda íntima?

Para ter sucesso no Instagram de moda íntima, é preciso criar um perfil atrativo e com conteúdo relevante para o público-alvo. Alguns tipos de postagens que podem gerar engajamento são:

  • Fotos de looks completos, com peças combinando entre si e dicas de como usá-las;
  • Fotos de detalhes das peças, como rendas e bordados;
  • Dicas de como usar a lingerie tanto no dia a dia quanto para seduzir;
  • Vídeos com dicas de moda e estilo, mostrando diferentes formas de usar as peças;
  • Promoções e descontos exclusivos para seguidores.
  • Caixinhas de perguntas e enquetes nos stories sobre a peças e situações onde elas possam ser usadas.
Fotos de divulgação da nova coleção da Garota Veneno

É importante usar hashtags relevantes para alcançar mais pessoas e interagir com os seguidores por meio de comentários e mensagens diretas. Um bom exemplo é usar hashtags com o nome das peças bem como com o nome da cidade onde você está. 

Um cuidado importante nas redes sociais é evitar conteúdos muitos explícitos e vocabulário muito vulgar para prevenir que o perfil de sua revenda de moda íntima seja denunciado e dessa forma sofrer bloqueios.

Coloque o seu perfil na categoria “Loja de Lingerie” e para maiores de 18 anos para que possa ser lido de forma mais liberal pelos algoritmos do Instagram.

O tom da curadoria do conteúdo para que esse perfil sobreviva e cresça deve sempre relacionar a lingerie com a moda. Dessa forma, ele ficará mais técnico e elegante e por tanto mais aceitável e agradável para os seus seguidores.

Como comprar produtos de moda íntima para revenda?

Existem diversas formas de comprar produtos de moda íntima para revenda, as principais são:

  • Comprar direto da fábrica
  • Comprar de um representante da fábrica ou marca
  • Revender por catálogo
  • Comprar de uma distribuidora

Alguns cuidados que devem ser tomados na hora da compra são:

  • Verificar a reputação do fornecedor e buscar referências de outros revendedores;
  • Analisar a qualidade dos produtos e a variedade de peças disponíveis;
  • Comparar os preços e condições de pagamento;
  • Verificar o prazo de entrega e as políticas de troca e devolução.

Além disso, é importante estabelecer uma relação de confiança com os fornecedores e manter uma boa comunicação para garantir um bom relacionamento.

Como fazer anúncio de moda íntima atraente?

Para fazer um anúncio de moda íntima atraente, é preciso destacar os diferenciais das peças e despertar o interesse do público-alvo. Algumas dicas são:

  • Usar fotos de qualidade, que mostrem as peças em diferentes ângulos e detalhes;
  • Destacar as principais características das peças, como conforto, qualidade e design;
  • Utilizar frases chamativas e criativas para despertar a curiosidade dos clientes;
  • Oferecer promoções exclusivas e descontos especiais para incentivar a compra;

Um cuidado que você precisa ter em anúncios em redes sociais é sobre a quantidade de pele da modelo exposta. Em geral, para posts patrocinados ou impulsionados a aprovação do algoritmo passa para fotos e vídeos que apresentem 20% da pele exposta. 

Para contornar essa situação produza e utilize materiais onde as modelos estejam cobertas com um robe, por exemplo.

Como se inscrever para ser revendedora de moda íntima?

Para se inscrever como revendedora de moda íntima, é preciso entrar em contato com as marcas ou fornecedores de sua escolha e verificar as condições e requisitos necessários.

Algumas marcas possuem programas específicos de revenda, enquanto outras podem exigir um registro como pessoa jurídica. 

A Garota Veneno, por exemplo, vende no atacado tanto para lojistas quanto para revendedores com ou sem CNPJ. Basta acessar o site www.garotaveneno.com.br para fazer o cadastro e receber o atendimento de uma consultora da empresa para auxiliar em sua compra no atacado.

Em geral, é preciso ter disponibilidade para investir em estoque e divulgação, além de ter habilidades de vendas e relacionamento com clientes.

Para se destacar como revendedora de moda íntima, é importante oferecer um atendimento personalizado e de qualidade, além de buscar sempre atualização e conhecimento sobre as tendências e novidades do mercado.

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

Thiago Souza lança curso online de sexy dance para empreendedores do mercado erótico

Aproveitando a proximidade da alta temporada de eventos sensuais dos meses de maio e junho, impulsionados pelos casamentos e Dia dos Namorados, o expert decide abrir seu método para empreendedores do mercado erótico que desejam expandir seu negócio oferecendo serviços de entretenimento através do ensino da dança sensual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics