Mulheres que dormem mais fazem mais sexo

Um estudo recente de uma universidade americana revelou que existe uma ligação entre sexo e sono. 

A notícia comemorada essa semana pela revista francesa Grazia vem mais uma vez mostrar o quanto a sexualidade é a expressão da qualidade de vida que se tem.

A pesquisa avaliou os hábitos de sono de 171 mulheres nos Estados Unidos e a partir disso, os pesquisadores descobriram que as mulheres que dormiam mais tinham um bom ciclo sexual .

Segundo eles, a chave para ter uma vida sexual satisfatória é ter uma boa qualidade de sono. Isso melhora o humor, promove um alto nível de concentração e um aumento acentuado em seu nível de excitação.

No estudo, o tempo médio de sono foi de 7 horas e 22 minutos e, para cada hora a mais de sono, as chances de fazer sexo aumentaram em 14%.

David Kalmbach, o autor do estudo afirma que “esses resultados indicam que o sono insuficiente pode reduzir o desejo sexual e a excitação nas mulheres. Acho que a mensagem para levar para casa não deveria ser que ter mais sono é melhor, mas que é importante nos permitirmos dormir o que nossas mentes e corpos precisam.

Dormir sem roupa também ajuda

De acordo com pesquisas adicionais, dormir sem nenhuma roupa também aumenta ainda mais suas chances de fazer sexo.

Uma pesquisa com mais de 1.000 pessoas descobriu que quem dormiam sem roupa eram os mais felizes, enquanto os casais que dormiam de pijama eram os menos felizes.

Aparentemente, dormir nu não melhora sua vida sexual só porque você está nu, mas também porque dormir nu ajuda você a se conectar com o mundo ao seu redor. Isso aumenta suas sensações, o que fará sua excitação disparar.

Não custa tentar. Vá dormir mais cedo, se não pode acordar mais tarde. Tire aquela soneca merecida depois do almoço, pelo menos nos fins de semana. E se ainda não fez isso ainda na sua vida, experimente: dormir sem roupa é TOP!

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

vote-premio-mercado-erotico

Está no ar a Votação Final da 8a edição do Prêmio Mercado Erótico Sensual e Bem Estar Íntimo

Chegou o tão esperado momento de decidir quem são os melhores produtos, empresas, marcas e personalidades do mercado erótico em 2023 e você pode ajudar a escolher! Conheça os finalistas, saiba como votar e como participar da cerimonia do Oscar do Mercado Erótico, no dia 07 de março, em São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics