Inicio >> Eventos >> Prêmio Sexy Hot pelas lentes de Evaldo Shiroma
Emme White - Premio Sexy Hot

Prêmio Sexy Hot pelas lentes de Evaldo Shiroma

Dia 09 de outubro, São Paulo reuniu a indústria do cinema adulto para celebrar os melhores de 2018 na 5ª edição do Prêmio Sexy Hot.

Apresentado por  Léo Jaime, o texto inteligente e descontraído do cerimonial já sinaliza que hoje grande parte dos espectadores do pornô deseja sexo com conteúdo.

Leo Jaime - Premio Sexy Hot

Records mundiais, citações científicas, históricas e até mesmo reflexivas se mesclaram com declarações politizadas dos atores e diretores que se pronunciaram ao microfone, mostrando que pornografia também é cultura.

E teve contribuição do público: pessoas entrevistadas na ruas opinaram sobre as categorias temáticas recheando a cerimônia de espontaneidade e naturalidade.

Prêmio Sexy Hot

A noite contou ainda com a presença de ilustres convidados para entregar o prêmio para cada categoria.

Sem mais delongas, vamos a elas e seus respectivos vencedores:

Melhor Cena de Sexo Oral

Prêmio entregue pelo jornalista Joaquim Ferreira dos Santos

a Emme White e Yuri, de “Bruxas” da Xplastic

Melhor Cena de Sexo Anal

Prêmio entregue pelo youtuber PC Siqueira

a Emme White e Yuri, de “Bruxas” da XPlastic

Melhor Cena de Ménage

Prêmio entregue  pela chef Aritana Maroni

a Patrícia Kimberly, Marcos Sampaio e Rob, de “Encontro com os Fãs 2” da HardBrazil

Melhor Cena de Fetiche

Prêmio entregue pelo dublador Percy

a Mia Linz e Ricardo, de “Cabine Erótica” da Mann Vídeos

Melhor Cena de Dupla Penetração

Prêmio entregue pela atriz Catarina Abdala

a Elisa Sanches, Tony Tigrão e Cassio Reys, de “Um Furacão Chamado Elisa” da WS

Melhor Cena de Orgia/Gang Bang

Prêmio entregue pela funkeira Tati Quebra Barraco

a Sandy Cortez, Patricia Kimberly, Alessandra Marques, Loupan e Tony Tigrão de “Carnated 2017” da HardBrazil

Revelação do Ano – Hétero

Prêmio entregue pelo cantor Di Ferrero

a Danny Mancini, de “Serviço completo” da Fita Safada

Revelação do Ano – LGBT

Prêmio entregue  pela Drag Isabelita dos Patins

a Dread Hot, de “5 para 1” da XPlastic

Melhor Atriz Hétero

Prêmio entregue por Marcia Imperator

a Elisa Sanches, de “Negão do Zap” da Gostosas Vídeo

Melhor Ator Hétero

Prêmio entregue pelo diretor e roteirista Leandro Ramos

a Nego Catra, de “No íntimo do perverso” da Feticheboxxx

Melhor Atriz Homo Feminina

Prêmio entregue pela modelo e atriz Núbia Oliver

a Patricia Kimberly, de “Garotas da van em Reunião da Diretoria” da Garotas da Van

Melhor Cena Homo Feminina

Prêmio entregue pela cantora Jane di Castro

a Fernandinha Fernandez, Fabiane Thompson e Emme White, de “Serviço completo” da Fita Safada

Melhor Diretor

Prêmio entregue pelo cantor Nazi (IRA)

a Mila Spook, de “[Des] Conectados” da Spook Show

Melhor Filme Hétero

Prêmio entregue pelos filhos de Mr Catra, MC Juninho FSF e MC FN

a “[Des] Conectados”, com direção de Mila Spook

Os vencedores das 3 últimas categorias foram escolhidos por um juri técnico composto pelo fundador do Testosterona, Eduardo Mendes, pelo diretor e apresentador Elcio Coronato e pela sexóloga Tati Presser.

Todos os filmes vencedores do Prêmio Sexy Hot estão disponíveis no site do SexyHot

Destaques da noite

A atuação feminina na frente das câmeras e por trás delas sem dúvida é o destaque dessa edição do Prêmio Sexy Hot. A começar pela indicação de duas diretoras para concorrer ao prêmio de melhor diretor e melhor filme, Mila Spook e Mayara Medeiros.

Mayara Medeiros Prêmio Sexy Hot
Mayara Medeiros ganha o prêmio de Melhor Cena Homo Feminina por Serviço Completo da Fita Safada

 

Mila Spook Prêmio Sexy Hot
Mila Spook ganhou o prêmio de Melhor Diretora e Melhor Filme Hétero. Em seu discurso ela fala sobre a quebra do esteriótipo das atrizes que não podem se tornar diretoras e tem o orgulho de dizer que seu trabalho é independente

 

A Melhor Cena de Sexo Oral também foi uma conquista feminina visto que quem faz o oral na cena vencedora no prêmio e escolhida pelo júri popular é o ator e não a atriz quando o clichê é o inverso disso.

E até mesmo o Melhor Ator Hétero, Nego Catra, em seu discurso quebra tatus, pedindo respeito às mulheres e aos LGTBS.

View this post on Instagram

Parabéns a toda produção do @soparamaiores , valeu a toda galera que votou e parabéns a todos os premiados , ontem era pra falar tanta coisa mas no final nem falei o que queria mesmo mas estou muito feliz e lisongeado por tudo que aconteceu ontem , hj posso parar de gravar feliz “ Ganhei como melhor ator Pornstar do Brasil “ isso pra mim é muito gratificante nunca imaginei sair do banco e virar #atorporno , esse tempo que passou não vou mentir perdi muitas coisas e passei por alguns preconceitos mas graças a Deus eu sempre mantive minha postura e dignidade como pessoa e profissional e nunca tive vergonha da minha profissão, hj quero amadurecer meus projetos e seguir minha carreira na humildade de sempre e aprendendo sempre com o próximo

A post shared by Nego Catra (@nego_catra) on

Por que adoramos o pornô

platéia do Prêmio Sexy Hot

O mercado adulto já teve como protagonista o setor de filmes pornográficos. Eram grandes produtoras e distribuidoras nacionais e internacionais que apresentavam ao seu fiel público um grande elenco de atrizes, atores, diretores e produtores através das mais de 15.000 vídeo locadoras.

Sim, o Brasil teve no final dos anos 90 mais locadoras do que toda a Europa, o que justificava esse protagonismo em nosso país de dimensões continentais e de um público que descobria o universo erótico graças à tecnologia revolucionária de sua época.

O mercado de produtos e acessórios de sex shop veio na carona desse boom e hoje é o protagonista, pois o setor de filmes quase sucumbiu à pirataria e à mesma tecnologia, que se mostrou mais rápida e eficiente com os dois cliques dos computadores.

Ainda assim, as produções sobreviveram ou se reinventaram, ao menos na comercialização de seus produtos. Alguns portais de internet desse conteúdo e os canais de TV paga se tornaram os compradores das poucas e bravas produtoras.

Dentre os canais, se destaca o Sexy Hot do Grupo Globo que há cinco anos promove e consagra as melhores produções e personagens do mundo pornô nacional.

Sob um olhar econômico; pois o glamour você encontrará em todas as matérias sobre o evento e nas fotos aqui postadas, os 180 milhões de reais faturados pelo canal com os assinantes em 2017, a despeito da crise que paira sobre o país, nos levam a crer que, assim como a alimentação, a sexualidade para o brasileiro jamais receberá o rótulo de supérfluo.

O maior legado deixado pelas produtoras, é saber se adequar às mudanças. Se atualmente existem produções dirigidas ao público feminino, se diretoras de filmes são premiadas em festivais como aconteceu nessa edição do Prêmio Sexy Hot; mais uma vez comprovamos que o mercado erótico se antecipa na valorização e respeito às mulheres.

Parabéns e obrigado às diretoras Camila Spook, Maiara Medeiros e todas as atrizes, atores e produtores que enriqueceram ainda mais o nosso mercado.

Evaldo Shiroma criador da Erotika Fair

Autor Correspondente

Viu alguma coisa que pode virar notícia para o Mercado Erótico? Viajou, visitou lugares interessantes, entrevistou pessoas marcantes que possam contribuir para os leitores desse site? Envie-nos seu material que publicamos aqui em regime de colaboração! Entre em contato conosco pelo email: contato@mercadoerotico.org

LEIA TAMBÉM

10 benefícios do sexo para a saúde dos homens

Quer saber como ter uma vida saudável e melhorar seu bem estar físico? SEXO! Leia e descubra …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *