inBDSM-jogoerotico

Lançamento inBDSM: spin-off do Jogo das Intenções

Vem com a gente aprender a jogar o inBDSM nessa sexta , às 20h, em live com os criadores do Jogo das Intenções no instagram @mercadoerotico

No auge do isolamento social, muitos brasileiros se divertiram com o Jogo das Intenções, que inovou na categoria de jogos eróticos quando trouxe uma alternativa mais flexível para gêneros variados e linguagem leve.

Fugindo do clássico, a novidade ganhou espaço na vida de muitos casais, e até mesmo solteiros que agora podem convidar os amigos para resenhas mais provocantes.

Agora, o Jogo das Intenções ganhou uma versão spin-off. O inBDSM que inclusive já mostramos em um vídeo de recebidos em nosso instagram @mercadoerotico

Idealizado por um trio de talentos diferenciados, esse novo baralho introduz o jogador em experiências consensuais de poder e erotismo na relação sexual. Além do Manual de Instruções e um Glossário, o jogo tem 91 cartas divididas nas categorias Descobrindo, Propondo, Contrato, Praticando e Aftercare.

“Inicialmente, pensamos em fazer cartas para serem incluídas no Jogo que já existia. Após estudos do que queríamos propor e observando as carências do mercado, decidimos estudarmos e nos aprofundarmos no universo do BDSM” explica a psicóloga Tânia Bischoff, uma das criadoras do jogo.

Conhecimento para quebrar tabus

Doutora em Informática na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015), Mestre em Psicologia Social e da Personalidade (1996) e Pós-Graduada em Psicologia Organizacional (1992) pela PUCRS, Tânia também foi professora universitária em cursos de graduação de Psicologia e Administração e MBAs em Gestão de Pessoas e Competências. É consultora com experiência em organizações com ênfase em Psicologia do Trabalho e Social. Atua como consultora em gestão de pessoas junto às instituições públicas e privadas.

O marido, o Luis, com quem Tânia tem dois filhos já adultos, é alemão, veterinário, especializado em agropecuária e um grande parceiro que participa ativamente de todo o processo de criação dos jogos.

Complementando o time, a publicitária Giselle Vargas assina o design do inBDSM.

A psicóloga conta que quando o trio decidiu criar o inBDSM, ela se deparou com seus próprios preconceitos: “conversamos, estudamos, consultamos, pesquisamos e chegamos ao com o CID 11 (Código Internacional de Doenças), no qual o BDSM, quando consensual entre os envolvidos, não é uma doença como eu imaginava e sim uma prática erótica ou não, em que há uma relação de poder, ou seja, alguém domina e outro se submete. Esclarecida essa questão, passamos ao processo de criarmos um jogo introdutório, para o público curioso, que tem informações, mas não sabe do que se trata, por isso o nome in, isto é, introdução, entrando, adentrando às práticas conhecidas por BDSM”.

Com esse olhar renovado, o baralho é bem didático, especificando cada etapa dessa experiência com perguntas que auxiliam o jogador a entender a si próprio quanto à sua sexualidade, ao que lhe dá prazer, qual o seu limite consigo e com o outro e como poderia vivenciar esta prática no âmbito sexual.

O conteúdo aborda os princípios do BDSM – são seguro e consensual – e adota a @ como símbolo como forma de não definir o gênero dos jogadores.

“Mesmo estando cientes que devemos usar o ‘e’, mantivemos a nossa opção pelo símbolo digital. Talvez, em outro momento, se o nosso produto for digital e direcionado para deficientes visuais, iremos trocá-lo” esclarece Tânia.

São, Seguro e Consensual

Nos estudos e entrevistas com profissionais da área, a equipe criadora do inBDSM de deparou com estas 3 palavras essenciais para uma cena de BDSM: SÃO, SEGURO E CONSENSUAL.

O QUE É SÃO?

São é o que tem ou é bom para a saúde, o que promove e gera momentos de bem-estar, equilíbrio emocional e físico.

Em uma cena de BDSM o são, é um dos conceitos que ratifica que se trata de uma prática física e emocional, que tem como objetivo a harmonia na relação sexual para obter prazer de uma forma específica.

O QUE É SEGURO?

Na prática do BDSM, a segurança é algo que implica no inusitado que pode ocorrer na cena, porque pode acontecer algum evento inesperado e para tal deve-se ter certos cuidados. Por exemplo: o parceiro sai da cena, para ir ao banheiro, cai e precisa de auxílio físico, mas o outro parceiro está imobilizado. Como proceder? Então, o seguro deve prever esses eventos inusitados, mas possíveis de acontecer.

O QUE É CONSENSUAL?

Na prática do BDSM é essencial, imprescindível o consenso. O C da sigla SSC é a essência, a base, o fundamental da prática do BDSM.

É proibido realizar uma cena de BDSM sem o consenso dos envolvidos na cena. Só deve ser realizado o que é confortável, seguro e tenha o consenso, ou seja, os envolvidos concordam com o que será feito na cena.

“Muitos praticantes de BDSM dizem que o estão praticando, mas, na realidade, trata-se de uma relação abusiva e traumática para uma das partes. Por exemplo, em produções cinematográficas, temos filmes considerados para muitos praticantes um desserviço ao BDSM, caso dos filmes Cinquenta Tons de Cinza e 365 dias” alerta Tânia.

Como se faz uma cena de BDSM que seja SSC – SÃO, SEGURO E CONSENSUAL?

Com cumplicidade, olho no olho, confiança entre os envolvidos e, de forma tangível, com
o CONTRATO trazendo cláusulas específicas para o SSC. Sem contrato não é possível dizer que você está praticando uma cena de BDSM.

inBDSM na prática

Nessa sexta, às 20h, vamos ter uma live no instagram @mercadoerotico com Luís Müller e Tânia Bischoff, dois dos três criadores do Jogo das Intenções inBDSM para conhecer melhor o jogo e as formas de jogá-lo. Participe ao vivo e tire suas dúvidas!

SERVIÇO:

LIVE ESPECIAL – MercadoErotico.org

Dia 18 de novembro – a partir das 20h (horário de Brasília)

Local: @mercadoerotico

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

plug-iupi-marlene-sexy

Para nossas Bodas de Estanho: Plug Iupi da Ana Canziani!

Sabendo do nosso aniversário de uma década juntinhos, a Hard nos ofereceu um lindo presente de bodas: O premiadíssimo Plug Iupi da Ana Canziani para fazer um review super especial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *