quando-o-amor-e-verdadeiro

Filósofo português revela como identificar o amor verdadeiro além das palavras

Uma das grandes buscas da vida da maioria das pessoas é pelo verdadeiro amor. Poemas e canções são escritos todos os dias em nome do amor, e não faltam declarações por todos os lugares, principalmente em datas como Dia dos Namorados, aniversário de casamento e ocasiões que incitam o romantismo a aflorar dentro de nós. Mas em meio a tanta comoção, como identificar o que é real, e mais ainda: como encontrar o verdadeiro amor?

O filósofo e pesquisador português Fabiano de Abreu acredita que o verdadeiro amor reside muito além das expressões verbais e do ‘amo-te’, expressão que se tornou banalizada nos nossos dias: “São as atitudes que revelam se o seu amor é verdadeiro, não, um simples ‘amo-te’. Falar é fácil, e todo a gente sabe falar, mas é preciso saber demonstrar. A banalização do amor é um grande problema da sociedade atual. Vemos muitos dizendo que amam, mas provando o contrário com atitudes egoístas e individualistas. Deste modo, o ‘amo-te’ pode sair da boca de alguns apenas como uma espécie de confirmação daquilo que a pessoa quer que a outra acredite, sendo o reflexo de uma personalidade calculista que não conhece o amor, mas, que, pressionado a se manifestar, usa palavras que para ele não possui nenhum significado”.

O falso amor é calculista e manipulador

Segundo Fabiano, uma pessoa calculista e manipuladora pode usar as suas falsas declarações de amor a seu favor: “os manipuladores tendem a ser espertos e até mesmo a fazer parecer que amam genuinamente. Mas acho que todos já conheceram o amor alguma vez. Pode não ter ainda conhecido o verdadeiro amor, mas algum tipo de amor possa ter conhecido. Tem pessoas que amam tanto a si mesmo que não dá espaço para amar o próximo. Fazendo com que não sinta o amor verdadeiro e esteja mais preocupado em manipular que sentir. Quando mergulhamos num poço de vaidade e passamos a viver uma vida de aparências, começamos a perceber que dizer “amo-te” pode abrir muitas portas!”

O filósofo revela que não é raro encontrarmos pessoas com este perfil manipulador ao nosso redor: “Se você parar pra pensar um pouco, certamente vai se lembrar de alguém que faz isso constantemente, que fala ‘amo-te’ para todo a gente, ou sempre que precisa de um favor. Alguém que chega todo carinhoso e elogia o próximo com intenção de ter benefício próprio. Nessa toada, pronunciar essas três palavras, passou a ser um grande aliado para aqueles que desejam conquistar algo, imediatamente. O comportamento de quem não sabe amar, mas diz que ama, pode não transmitir exatamente o que eles sentem”.

Como identificar o verdadeiro amor.

Fabiano de Abreu aponta como identificar o verdadeiro amor: “o amor exige atitudes, atitudes do bem. O amor é o sentimento de almas afins e revela em nós sentimentos nobres que nem sequer sabíamos ser capazes de sentir. Quando encontramos esse alguém, que é o nosso verdadeiro amor, a sua presença satisfaz toda a busca. E a nossa presença, satisfaz a dela. A cultura narcisista da atualidade está acabando com o amor já que o amor-próprio está sendo colocado em primeiro lugar e não dá espaço para amar o outro”.

O filósofo selecionou 25 sinais que mostram uma pessoa ama-te de verdade. Confira:

1 — Quando ela passa a se produzir mais na sua presença.

2 — Ela escuta-te e há interesse no que tens a dizer.

3 — Recebes elogios além daqueles que já está acostumado(a) a receber.

Quem ama, ama mais que um detalhe.

4 — Empolgação ao ouvir os seus planos. Quem te ama vai torcer e se empolgar com os seus planos, podendo até mesmo dar conselhos que possa ajudar-te.

5 — Quem te ama verdadeiramente apoia-te, ele não desdenha nem te rebaixa, ele incentiva-te e dá-te espaço.

6 — Há uma vontade de uma ajuda mútua, um exemplo é ao fazer a comida e pergunta-te se pode-te ajudar.

7 — Os seus defeitos não são defeitos e sim motivos de brincadeira para que possam se divertir juntos. Não se enxergam os defeitos como algo tão grave e sim solucionáveis.

8 — Quem ama encontra motivos para enviar uma mensagem, do nada, só para ter o prazer de ser correspondido e saber dos detalhes do quotidiano.

9 — O olhar responde por si só, como a frase: Um olhar vale mais que mil palavras. Na forma de olhar, o cognitivo nos revela o verdadeiro sentimento.

10 — A paciência de escutar com atenção o que o outro tem a dizer já que cada detalhe importa.

11 — Um simples sorriso depois dê o beijo significa o quão agradável é aquele momento.

12 — Por mais que possa não querer falar em futuro, ele está sempre presente nos planos de quem ama.

13 — Quem ama é prestativo e não nega nenhuma ajuda à pessoa amada.

14 — É quase impossível para quem ama não tocar na pessoa nem que seja com a pontinha do dedo.

15 — Aquele que ama fará notar a sua presença. Por mais que disfarce os olhares, a sua mente está tão atenta à pessoa amada que por vezes, ela perceberá que está sendo observado(a).

16 — O prazer ao agradar é algo notório através do relaxamento como resultado de quem agradou.

17 — O carinho vem como um leve passar de mãos na face, no cabelo ou em qualquer parte do corpo. A necessidade do bem-estar e do relaxamento é constante.

18 — A linguagem corporal: atitudes, escuta, olhar, tato, movimentos e principalmente, mudança de rotina e concentração.

19 — O tempo, quem ama oferece tempo pra você com paciência.

20 — Quem ama é sempre sincero nas suas opiniões mesmo quando estas não são agradáveis. A diferença é na forma de explanar e juntos tentarem mudar o errado.

21 — Amar é cuidar sem esperar ser reconhecido. cobrir a pessoa quando está dormindo, defende-la e elogia-la quando não está presente, associar pequenas coisas do quotidiano à pessoa amada e querer muito partilhar com ela.

22 — Quem ama não consegue ver diferença quando está muito arrumado ou pouco arrumado, pois, achará bonito de qualquer maneira.

23 — Não há nojo. Qualquer deslize de sujeira ou cheirinho passa despercebido quando se ama. É como se fosse um leve descuido a ser alertado.

24 — Quem ama cede e tenta entender os pontos de vista do outro de forma a chegar a um patamar em que ambos se sintam bem e confiantes.

25 — E para finalizar a admiração que é o combustível para levantar o astral da pessoa amada para que ela seja feliz, pois, quem ama, quer ver a felicidade da pessoa amada para que também possa ser feliz.

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

sindrome-da-boazinha

Síndrome da Boazinha: quando a necessidade de agradar o outro se torna um problema

Você se considera boazinha demais? Está sempre em busca da aprovação do outro? Acha que as pessoas podem estar se aproveitando de você, em função do seu  jeitinho? Tem dificuldade de dizer não, mesmo que não tenha tempo ou interesse em atender determinadas solicitações? Se você respondeu sim para estas perguntas, certamente sofre com a “Síndrome da Boazinha”. Este é um padrão de comportamento compulsivo e não um transtorno psiquiátrico, como explica Filipe Colombini, psicólogo e CEO da Equipe AT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics