é-namoro-ou-amizade

Dia do Amigo: como saber se é namoro ou amizade?

A transição de uma amizade para um namoro pode ser sutil, mas alguns sinais evidentes podem indicar que a dinâmica está mudando para um nível mais romântico.

O dilema entre escolher um relacionamento romântico ou manter uma amizade próxima é uma jornada emocionalmente complexa e envolvente, com nuances que intrigam especialistas dos relacionamentos em todo o mundo.

Veja abaixo as perspectivas de alguns dos maiores especialistas do assunto na atualidade, buscando compreender melhor as dinâmicas dessas conexões emocionais e como elas impactam nossas vidas.

1. O Poder Duradouro da Amizade

O psicólogo John Gottman, conhecido por seu trabalho sobre relacionamentos, afirma que a amizade é a base essencial de um relacionamento amoroso duradouro. Ele destaca a importância de ter um “amigo íntimo” como parceiro, alguém com quem você possa compartilhar suas alegrias e tristezas, interesses e preocupações. Para Gottman, a amizade é a cola que mantém os casais juntos em tempos de adversidade, ajudando-os a superar desafios e a fortalecer o vínculo ao longo do tempo.

No entanto, é essencial distinguir a amizade romântica do “simplesmente amigos”. A psicóloga Esther Perel, especialista em terapia de casais, argumenta que a paixão e a atração sexual são fundamentais para diferenciar o amor romântico da amizade. Enquanto a amizade pode ser uma parte significativa de um relacionamento, a falta de atração romântica pode levar a uma conexão emocional satisfatória, mas platônica.

2. Os Desafios da Transição de Amigos para Namorados

Uma situação comum enfrentada por muitas pessoas é quando uma amizade próxima começa a evoluir para algo mais. A transição de amigos para namorados pode ser repleta de emoções conflitantes e inseguras. A psicóloga social Dra. Marisa T. Cohen explora essa dinâmica e sugere que, em tais situações, a comunicação aberta é fundamental. Ela incentiva as pessoas a expressarem seus sentimentos e expectativas durante esse período, para que ambas as partes possam estar alcançadas e compreender as mudanças que estão ocorrendo.

Os especialistas também concordam que uma amizade estabelecida anteriormente pode fornecer uma base sólida para um relacionamento romântico bem-sucedido. Conhecer-se bem como amigos permite que as pessoas tenham uma visão genuína de quem são seus parceiros em um nível mais profundo.

3. A Importância da Compatibilidade

Quando se trata de namoro ou amizade, a compatibilidade desempenha um papel crucial. A psicóloga clínica Dra. Andrea Bonior enfatiza a necessidade de compatibilidade entre os parceiros para garantir um relacionamento saudável e satisfatório. Ela argumenta que, embora a atração inicial possa ser intensa, a verdadeira conexão acontece quando duas pessoas guardam valores fundamentais, objetivos de vida e interesses em comum.

No entanto, é essencial não confundir compatibilidade com a ideia de encontrar alguém exatamente igual a nós mesmos. A terapeuta de casais Dra. Sue Johnson destaca que, embora compartilhar interesses seja valioso, entender e respeitar as diferenças também é fundamental para o crescimento individual e coletivo em um relacionamento. O respeito mútuo e a capacidade de lidar com desafios juntos são traços-chave para enfrentar as adversidades da vida como casal.

4. A Busca Pelo “Amor Verdadeiro”

A mídia e a cultura popular frequentemente retratam o “amor verdadeiro” como algo mágico e instantâneo, mas os especialistas advertem contra essa ideia romântica. A psicóloga e pesquisadora Dra. Barbara Fredrickson defende que o amor verdadeiro é construído ao longo do tempo por meio de pequenas ações e conexões emocionais positivas. Esses momentos, conhecidos como “momentos positivos compartilhados”, são cruciais para nutrir um relacionamento, seja ele romântico ou de amizade.

É importante reconhecer que o amor é um conceito multifacetado, com diferentes expressões em cada relacionamento. Enquanto alguns podem encontrar o amor em uma amizade duradoura, outros podem sentir uma conexão emocional mais profundamente em um relacionamento romântico.

O psicólogo Robert J. Sternberg propõe uma “teoria triangular do amor”, que inclui três componentes: intimidade, paixão e compromisso. Dependendo de como esses elementos se manifestam em um relacionamento, o amor pode ser categorizado como amizade, paixão ou compromisso.

Sinais de uma amizade virando um namoro

Antes de mais nada, é importante lembrar que cada relação é única, e esses sinais podem variar dependendo das personalidades e histórias individuais das pessoas envolvidas.

  1. Mudança na Comunicação: Vocês começam a se comunicar com mais frequência e de maneira mais íntima. As conversas podem se tornar mais pessoais, abordando temas como sentimentos, planos para o futuro e outros assuntos que não foram discutidos anteriormente.
  2. Atração e Flerte: Vocês passam a demonstrar atração física e flertar um com o outro de forma mais evidente. Elogios, contato físico casual (como toques no braço) e sorrisos constantes podem ser expressões desse novo interesse.
  3. Encontros Mais Íntimos: vocês começam a mudar de encontros em grupo ou situações mais casuais para atividades mais íntimas e românticas, como jantares a sós ou assistir a filmes juntos em casa.
  4. Ciúmes: Vocês podem começar a sentir ciúmes um do outro em relação a outras pessoas. O ciúme pode ser uma indicação de que o relacionamento está evoluindo para além de uma amizade.
  5. Preocupação com o Bem-Estar: Vocês se preocupam um com o outro de maneira mais intensa. Mostram-se mais dispostos a ajudar e apoiar um ao outro em momentos de necessidade ou dificuldade.
  6. Proximidade Física e Emocional: Você sente a necessidade de estar fisicamente próximo e emocionalmente conectado um ao outro com mais frequência.
  7. Planos Futuros: Começam a fazer planos futuros juntos, como falar sobre eventos a longo prazo, viagens ou outras experiências que envolvem ambos.
  8. Comportamento Cuidadoso: Vocês passam a ter um comportamento mais cuidadoso ao redor um do outro, querendo agradar e impressionar o outro de maneira especial.
  9. Tempo Priorizado: Vocês passam a priorizar mais tempo um com o outro em detrimento de outras atividades sociais.
  10. Conversas Sobre Relacionamentos: Surgem conversas sobre o que cada um espera de um relacionamento e o que significam um para o outro.

Lembrando que esses sinais não necessariamente indicam que a amizade deve evoluir para um relacionamento romântico. Algumas pessoas podem perceber esses sinais e escolher permanecer amigos, enquanto outras podem estar abertas para explorar um relacionamento romântico.

Por isso, o diálogo aberto é fundamental nessa fase de transição para garantir que ambos estejam na mesma sintonia e confortáveis ​​com a mudança na dinâmica do relacionamento.

A comunicação clara e honesta ajuda a evitar mal-entendidos e pode fortalecer a conexão entre ambas as partes, independentemente do caminho que decidam seguir.

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

Construindo Relações com as Pessoas Certas e Impulsionando seu Crescimento Profissional

No mundo profissional, construir conexões com as pessoas certas é uma estratégia fundamental para o seu crescimento e sucesso. Networking não se trata apenas de aumentar o número de contatos, mas sim de estabelecer relações genuínas e mutuamente benéficas. Hoje eu trouxe aqui algumas maneiras pelas quais estar com as pessoas com certeza pode contribuir significativamente para o seu desenvolvimento profissional. Vem conferir! Por Adriana Braga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics