Inicio >> Hot News >> Coronavírus reinventando as relações

Coronavírus reinventando as relações

Se por um lado, o isolamento traz o medo da solidão, para o casal que vive separado por falta de tempo chegou a hora de se isolar junto. Mas calma: aproveite a quarentena do Coronavírus com essas dicas, seja para você que está só ou muito bem acompanhado.

Parabéns para você que teve a sorte de se isolar com a sua cara metade! Será uma lua de mel de pelo menos 15 dias, não é mesmo?

Para muitos casais essa pode ser uma notícia boa, para outros nem tanto.

Mas o nosso conselho será sempre: não morra de tédio no isolamento. Aproveite o corpo que deus te deu (ainda saudável) para descobrir novas sensações. E isso também vale para os solteiros.

Se as coisas entre os lençóis andam frias ultimamente é a hora de esquentar. Proponha para seu par um isolamento mais sexy e vocês verão que o pânico da pandemia passa rapidinho.

Olha só que dicas boas pescamos no perfil da Sophie:

View this post on Instagram

Se a ordem é ficar em casa, aproveite para explorar o território! . TIRE O SEXO DA CAMA E ESPALHE AMOR POR SUA CASA! . SEXO NA COZINHA: sabe cena de filme americano? Que tal experimentar? Apoie na mesa da cozinha, empine o bumbum só de avental e faça um convite malicioso para seu amor, só com o olhar… SEXO NO ESCRITÓRIO: em tempos de home office, mesmo quem não tinha este espaço na casa, vai criar. Que tal um break pro café com safadeza? Sabe aquela papelada espalhada no chão na loucura do rala e rola? Tudo bem que a gente não usa mais papel como antes, mas deixe a papelada lá pra ajudar na fantasia …rsrs SEXO NA LAVANDERIA: escolha um espaço apertadinho entre a pia, a máquina de lavar… algo que dificulte um pouco a mobilidade e ao mesmo tempo ajude na criatividade. Vale só roçar e roçar. Tipo beijo com o corpo, sabe como é? SEXO NO QUINTAL, VARANDA: já pensou em promover uma alegria pra vizinhança? Rsrs.. brincadeirinha… mas procure um lugar que traga esta sensação gostosa de transar ao ar livre e de que, a qualquer momento, possam ser vistos… ai, ai, ai, já tô sentindo até o frio na barriga !!!!! SEXO NA SALA DE TV: emissoras a cabo, como a NET e a SKY, liberaram esta semana, o sinal para não assinantes em plataformas de TV fechada. Aproveite para buscar algo bem excitante para assistir. Um estímulo visual, um bom vinho, sofazinho e um edredom… o resto é consequência! E você? Que lugar da casa sugere “marcar” território? #transaremcasa #marcarterritorio #homeoffice #criatividade #fantasia #sexoemcasa #casal #casais #amor #love #sexo #sex #sexy #sensual #cosmeticosensual #cosmeticossensuais #mulher #mulheres #women #woman #empoderamento #empoderar #empoderamentofeminino @clarobrasil @skybrasil

A post shared by Sophie Sensual Feelings (@sophiesensualfeelings) on

Lembrando sempre que deve-se atentar para os sintomas do Coronavírus:

  • Febre.
  • Tosse.
  • Dificuldade para respirar.

Caso apareçam esse sintomas, não ignorem: corram urgente em busca de auxílio médico.

E quando meu par está com suspeita ou mesmo já está com o Coronavírus?

Aí infelizmente, vocês terão que reinventar seu relacionamento sexual até que a suspeita ou a doença passem.

Terão que se separar fisicamente, mas não mentalmente. Experimentem trocar mensagens picantes pelos celulares, fazer promessas de aventuras sexuais para quando tudo passar.

Segundo, Valentina Tudose, especialista em relacionamentos e hipnoterapeuta certificada, em entrevista ao South China Morning Post

“A intimidade é melhor quando acontece sem o menor toque, quando é um encontro de mentes, um vínculo mágico profundo e significativo entre você e seu parceiro. Muitas vezes esquecemos o quanto isso é importante antes de pularmos diretamente para a expressão física de nossa afeição. Portanto, reserve um tempo para se conectar intelectualmente e emocionalmente com seu parceiro antes de se preocupar se é seguro beijá-lo ou não. ”

Um sexting também é bem vindo. Que tal o par saudável se vestir com fantasia de médico(a) ou enfermeiro(a), tirar uma foto provocante e mandar para o par que está de cama?

O importante é manter o contato por outros sentidos que não o toque: explore a visão, o olfato e o paladar enviando uma peça íntima com seu perfume para o par que está infectado, por exemplo.

Já viu o nosso especial Dirty Talk? Mande áudios provocantes para seu amor isolado, o afeto e o desejo ajudam ao corpo a se manter forte na batalha contra a doença.

Acabei de conhecer meu par e não sei como continuar a vê-lo

Para casais que acabaram de se conhecer, Valentina diz que essa é uma boa chance de estabelecer uma conexão de maneira lenta, mas constante.

“ As pessoas que antes haviam acabado de fazer sexo no primeiro encontro podem ver isso como uma chance de levar as coisas devagar, de se conhecer melhor antes de levar as coisas para o próximo nível. ”

Essa situação é um pouco mais delicada. Mas se conseguirem aguentar o isolamento um do outro durante a quarentena é um bom sinal. Sinal de que a química é forte ou que já estão caminhando para um romance.

Estou só, e agora, balada nem pensar! Como vou me virar?

Bom, se você já não estava na tendência do momento, que é descolar um encontro pela internet, chegou a sua hora de arriscar.

Porém, vai ter que manter o flerte virtual até o final da quarentena. E vai se surpreender como isso pode ser divertido e te tirar do tédio do isolamento.

Assim como pessoas se conhecem na balada, trocando olhares, sorrisos e conversas antes de passarem à amizade e beijos, abraços ou algo mais, muitos usuários encontram seus pares nas ferramentas de aproximação online.

É caso de Miguel D´Agostino (47) e Valentina Soares (44). A história dos dois é quase um conto de amor impossível: “Conheci a minha esposa num site de relacionamento, no período de carnaval, quando todos querem folia, festa, fantasia, beijar muitas bocas e contar para os amigos”, conta ele.

Em vez de ir para a folia, o técnico em radiologia decidiu relaxar em casa e aproveitou a internet. “Recebi a publicidade do site. Entrei, me cadastrei e associei-me. Logo de cara o cruzamento de perfis com os mesmos desejos e semelhanças indicou o de Lena, que estava online. Fiz o contato e apesar da demora em responder, ela finalmente disse um Oi”, lembra D`Agostino.

Os dois trocaram correspondências dia sim dia não, cada vez com mais detalhes, até que um mês depois marcaram o encontro. A amizade online virou real e namoro alguns meses seguintes. Três anos anos depois, subiram ao altar.

A história de D´Agostino se repete com os milhares de usuários registrados nos bancos de dados dos sites Solteiros50 e Amor&Classe

Para conquistar um amor duradouro a chave é o romantismo. “O flerte inicial, a forma como aborda temas e ou assuntos do cotidiano e como se dispõe a ser verdadeiro é o que define um relacionamento duradouro”, aponta a psicóloga especialista em relacionamentos, Yris Monallizza de Souza, do site Amor&Classe.

Entre com seu email para receber as atualizações:

Desenvolvimento FeedBurner

 

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

CALENDÁRIO ERÓTICO DE ABRIL

Tudo indica que vamos ficar ainda mais um tempo em casa nessa quarentena de isolamento… …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *