As cinco grandes previsões sexuais para 2020, a nova década

Quer saber o que esperar a partir de 2020 quando se trata de amor e sexo? Uma famosa marca de produtos para a vida íntima analisou os dados e listou quais tendências de saúde sexual devem dominar a nova década, e nós do ME agora mostramos estas previsões.

Essas cinco tendências sexuais serão destaques em 2020, que tal conferir?

1. Lubrificante de Maconha

Qualquer pessoa que esteja passando pela menopausa, ou que tenha tido um bebê, sabe o quão essencial é o uso de lubrificante durante o sexo – pode ser a diferença entre um orgasmo incrível ou uma dor horrível. A nova tendência para 2020 é o lubrificante CBD. O CBD, que significa canabidiol, é um composto não psicoativo encontrado na planta de cannabis (maconha), portanto, no mundo inteiro – mas ainda não no Brasil – este lubrificante já está à venda nas lojas e são legais e seguros. Ainda não se sabe se o lubrificante CBD dará benefícios extras, mas as primeiras indicações revelam que ele pode ajudar a aumentar o fluxo sanguíneo nos órgãos genitais, melhorando a excitação e a sensação local. 

Foto: Lubrificante de Cannabis da marca brasileira Intt Cosméticos a venda apenas na Europa

 

2. Vibradores do clitóris

Raramente ou nunca o orgasmo acontece durante o sexo ou a masturbação? Pode ser que você não esteja prestando atenção suficiente ao seu clitóris. De fato, cerca de 70% das mulheres precisam de estimulação do clitóris para atingir o orgasmo, mas, como um iceberg, um clitóris tem profundidades ocultas, que podem ser difíceis de estimular sem um brinquedo sexual. a tendência é que o prazer feminino e o clitóris se tornem menos tabus. As mulheres estão ficando cada vez mais confortáveis ​​com o uso da tecnologia, especialmente aquelas focadas no prazer feminino, como os vibradores do clitóris, porque atinge 75% a mais do seu clitóris facilitando assim atingir o clímax. 

 

3. Bem-estar sexual

Você aprendeu sobre prazer durante a aula de educação sexual na escola? Ou, como a maioria, as aulas eram principalmente sobre procriação? Isso pode ter deixado uma mensagem prejudicial de que o prazer além de ser sem importância, não é de se esperar. No entanto, a nova década mudará tudo isso. A vergonha será banida, enquanto o bem-estar sexual será mais normal. Estigmas e barreiras relacionadas a vergonha do corpo e disfunções sexuais continuarão, enquanto o sexo se tornará cada vez mais uma festa sem vergonha, ame a si mesmo e a seu parceiro. Já existem aplicativos focados em “sexo consciente” e brincadeiras solo guiadas, e guarde isso, já prontas para explodir em 2020.

 

4. Tecnologia no sexo

Não é bom com computadores? Então preste atenção e esteja avisado – a maior tendência sexual daqui pra frente será uma insurgência da tecnologia sexual. Sim, queremos dizer conexões de realidade virtual e robôs sexuais. Portanto, se você nunca ouviu falar do termo “digissexualidade“, em breve os fabricantes tentarão trazer robôs sexuais, alguns dos quais não estão em forma humana, para o mainstream. Intrigado? Então você pode se chamar de “digissexual”, alguém que integra a tecnologia como a parte necessária e básica de sua vida sexual e que pode não precisar de intimidade com os seres humanos para desfrutar do sexo. Você ouviu aqui primeiro ta!

 

5. Mais Amor, por favor

Graças ao movimento #metoo, falar sobre sexo, amor, consentimento e emoções tornou-se uma conversa muito mais aberta e honesta nos últimos anos. No entanto, o movimento também trouxe à tona parte do lado desagradável do sexo. Para combater isso, 2020 será o ano do amor. A tendência para o sexo, sejam relacionamentos de longo prazo, encontros casuais ou brincadeiras solo, será sobre fazer amorosamente. “Isso ajudará a acabar com a coerção e o assédio sexual”, diz Laurie Mintz, do Departamento de Psicologia da Universidade da Flórida.

 

Autor Paula Aguiar

Publicitária, Consultora e expert em Mercado Erótico, Escritora e empresária. Atua no Mercado Erótico Brasileiro desde o ano 2000. Autora de 17 livros de negócios e sobre produtos eróticos para os consumidores. De 2010 a 2017, presidiu a ABEME – Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico. Citada em mais de 100 teses universitárias e livros de sexualidade sobre o tema. Desenvolve e projeta produtos eróticos e cosméticos sensuais para os maiores players do setor. Criadora do primeiro seminário de palestras para empresários do mercado erótico em 2006. Apoiadora e partícipe dos mais importantes eventos eróticos do mundo. Também idealizadora do Prêmio Melhores do Mercado Erótico e Sensual que, desde 2016, anualmente elege as melhores empresas, as inovações, os produtos mais queridos e desejados e as ações que estimularam o desenvolvimento do setor. É fundadora e co-autora do site MercadoErótico.Org.

LEIA TAMBÉM

balada-liberal-nesse-fim-de-semana

Cassino Royale, Festa à Fantasia só para Mulheres, estréia de ConS3nsual te aguardam na Spicy Club

A casa que te apresenta novos estilos de vida está cheia de atrações para abrir a primavera de 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.