Só o orgasmo salva

O que escrever sobre o orgasmo? Fiquei vários dias pensando sobre isto… Afinal de contas, o orgasmo é uma das funções biológicas que eu mais estimo no corpo humano e, por conta disto, teria que escrever algo que mostrasse esta minha gratidão e devoção a ele. 

        Pensei e resolvi começar buscando na Wikipédia qual o significado do orgasmo, usando o Santo e maravilhoso Google a primeira definição que me veio foi essa:

¨_O orgasmo é a conclusão do ciclo de resposta sexual que corresponde ao momento de maior prazer sexual. Pode ser experimentado por ambos os sexos, dura apenas poucos segundos e é sentido durante o ato sexual ou a masturbação.”

       E aí comecei a pensar: que incrível que é a nossa sociedade, muitos filósofos, sexólogos, médicos, psicólogos com o pensamento altamente retrógrado e direcionando o orgasmo para um pensamento machista e simplista…O orgasmo nada mais é que uma liberação de fluidos do corpo. Fico impressionado com a caretice e as palavras datadas e completamente PRÉ copérnicas e de cunho moralista e religioso até quando falamos ou pensamos sobre uma função biológica que é de acesso a todos.

      O orgasmo é altamente democrático…Orgasmo pode surgir através de uma boa leitura, pode surgir a partir de um bom prato de comida, de um bom relaxamento, de um bom banho e, principalmente, de um dedicado manuseio solitário do seu próprio corpo e, se você tiver sorte, de uma boa companhia que entenda seu corpo, então…Resumindo: há uma estupenda reação biológica que envolve desde o cérebro a estimular hormônios, mais as sinapses neurológicas a liberar sensações, e culminando com secreções do seu corpo…Estas benditas e maravilhosas secreções finais…

         O orgasmo é quase uma poesia.

         Ele começa cerebral…Ele começa na preparação do ato, mesmo quando você está sozinho, o fato de você sentir uma necessidade de relaxar, já é a preparação do orgasmo, o fato de você estar com uma pessoa do teu lado e essa pessoa dedilhar o teu corpo olhando no seus olhos, passando a língua no teu corpo, te mobilizando, te seduzindo e explorando partes que você não tenha acesso fácil com a língua ou com dedo, ou até mesmo com objetos, já é uma construção de um momento intenso e único. Aliás, é neste sagrado e profano momento em que seu corpo já está soltando hormônios como dopamina e milhões de outras usinas, preparando seus órgãos genitais a se contraírem, retraírem e expandirem toda uma gama de sensações. É uma poesia. Uma poesia declamada por uma boca, por um toque, por um olhar. É fantástico as reações biológicas, o que acontece em um corpo que pode ser explorado, tanto solitariamente, quanto em conjunto, é fantástico o quanto uma pessoa pode se permitir se sentir bem consigo mesmo.

      O orgasmo, (para variar) foi condenado pelo pensamento monoteísta judaico cristão muçulmano, aliás em alguns povos africanos, as mulheres tiveram seu clitóris extirpado para não sentir em momento algum prazer e se dedicar ao homem ou a relação. Incrível como uma sociedade machista e animalesca proíbe as mulheres de sentirem prazer, é incrível como toda uma população machista ainda resume o orgasmo há uma masturbação e o conceito do orgasmo é longe disso. O orgasmo não é só expelir fluidos, o orgasmo é cerebral. Às vezes penso que mesmo não acreditando em nada etérico ou espiritual, ele é uma sublimação de uma parte do corpo que a gente nem entende que vai além dos 5 sentidos. Contato, olfato, visão, audição e paladar: o orgasmo mexe com tudo isso! O orgasmo te leva a lugares fantásticos, únicos, ele faz você virar olhos, ele faz você se contrair, ele faz você chorar…Aquele desespero da sensação daquela contração muscular um segundo após os fluidos serem expelidos, e do corpo se Regozijar em uma grande e única sensação. Alguns estudos de bioenergética acreditam que dentro do subconsciente um desejo feito na sensação do orgasmo tem grandes chances de acontecer.

          O orgasmo ainda é um mistério para muitas pessoas. O orgasmo ainda é criticado dentro do meio que seria o mais esclarecedor e libertador que é a psicanálise, e na sexologia, o orgasmo é teórico… Nós temos dentro do mercado erótico uma gama de objetos e líquidos para estimular o gozo e se chegar aos orgasmos, isto só mostra que se há um mercado completamente voltado para o sexo e para a concretização do orgasmo. Se o capitalismo enxerga o orgasmo como um produto, isso mostra a grande preocupação que uma sociedade religiosa e moralista em condenar você chegar a este produto. Dentro da psicanálise, tivemos William Reich com um livro maravilhoso: “A função do orgasmo”, que eu aconselho a todos procurarem ler, inclusive a procurarem esse tipo de terapia. Dentro do mundo fetichista, (do qual o BDSM é um dos braços desse espectro maravilhoso que é a forma de você seduzir uma pessoa), o orgasmo é falado e buscado. E ainda há um estágio muito almejado pelos praticantes que é o subspace. O subspace é quando o teu corpo inteiro entra em êxtase e, nesse êxtase, é a grande jornada interna em que você se dedica completamente a situação que você está vivendo como dominante ou submisso. O subspace é uma entrada dentro do universo cerebral em que a entrega resulta num grande êxtase, ele chega a ser hipnótico. As relações fetichistas são completamente baseadas numa regra básica que é o são, seguro e consensual e, quando a pessoa entra nesse subspace, se você tiver com uma pessoa altamente responsável, ela vai te deixar entregar essa jornada no teu corpo de uma forma poética linda e única.

     Cada dia mais eu acredito que a solução para essa sociedade careta, misógina, sexista e machista e o pior, voltada ao prazer só alcançado a dois, o fetiche seria uma grande grande saída para todo esse pensamento completamente pré histórico cambriano religioso e destruidor do princípio que eles mesmo pregam: “amar ao próximo como a si mesmo”. É com essa frase e esse pensamento eu termino: o orgasmo nada mais é do que amar ao próximo como a si mesmo.

Hoje é o dia do orgasmo, para mim o orgasmo é todo dia e tento da minha filosofia e de minha vivência a frase que eu uso diariamente há 16 anos: “só o orgasmo salva”, essa é a minha grande verdade.

Tenho prazer com o teu corpo e com o corpo alheio

permitam-se

afinal

só o orgasmo salva

Autor Heitor Werneck

Heitor Werneck é estilista, figurinista, produtor cultural, ativista e forte aliado da comunidade LGBTQIA+ .Considerado o Rei do Fetiche é o criador e realizador do Projeto Luxúria, diretor artístico da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo e agora também escreve para a Coluna Notícias de Luxúria do Portal Mercadoerotico.org onde irá falar sobre o universo fetichista e BDSM.

LEIA TAMBÉM

beneficios-do-pompoarismo-para-a-saude-da-mulher

Os Benefícios do Pompoarismo para a Saúde da Mulher

O pompoarismo é uma prática milenar originária da Índia e difundida na Tailândia, que consiste em exercícios de contração e relaxamento dos músculos do assoalho pélvico. Essa técnica, muitas vezes associada à sexualidade feminina, oferece uma série de benefícios para a saúde da mulher que vão muito além do aspecto sexual.  Veja mais aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics