mapa-do-brasil-erotico2022

Participe do Mapa do Brasil Erótico 2022

Levantamento nacional irá atualizar a primeira edição da pesquisa realizada de forma pioneira em 2008 por Paula Aguiar

O segmento mercado erótico tal qual o conhecemos hoje ainda é jovem no Brasil e no mundo: somente nos últimos 50 anos temos uma industria especializada, com pulverização de pontos de venda, centros de pesquisas em sexualidade, além de consumidores cada vez mais livres, protagonistas e interessados no que os produtos e serviços sensuais podem ajudá-los em suas vidas íntimas.

Portanto, não seria estranho que mesmo em 2008, ainda não houvesse no país alguma pesquisa que trouxesse dados sobre o perfil do negócio erótico, quais produtos eram mais vendidos, qual era a receita anual global do setor, entre outras informações tão importantes  tanto para quem investe nesse segmento, quanto para a imprensa ávida em desenhar o crescimento que já se fazia notório aos olhos nús.

Até então era muito comum que se fizessem uma apuração junto à base da cadeia produtiva , ou seja, entre fabricantes e importadores, para que pudesse ter uma estimativa sobre esses dados.

Inteligência: a alma de qualquer negócio

Em 2008, Paula Aguiar e eu que já trabalhavamos juntas em alguns clientes em comum, fundamos a primeira agência de marketing dedicada ao mercado erótico, chamada de ATENAS.

Com o intuito de concentrar o maior número de informações sobre o ramo a fim de atender a constante demanda de novos empreendedores, lançamos o MAPA DO BRASIL ERÓTICO, o primeiro levantamento nacional sobre o setor no Brasil.

A partir dele pudemos fornecer informações mais seguras para investidores e empresários de todo o setor adulto no Brasil e também do exterior. Foi também aí que nasceram os primeiros livros de Paula Aguiar respondendo em cheio as necessidades de conhecimento dos interessados em se desenvolver em qualquer nível da cadeia produtiva do mercado erótico.

Pela ATENAS começamos então um longo trabalho de profissionalização do segmento no país, que durou ao todo cerca de 10 anos sendo continuado por Paula Aguiar em sua gestão como presidente da ABEME – Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico, atualmente inativa.

Nos últimos duas décadas, Paula Aguiar então se tornou uma fonte confiável de informações sobre o mercado erótico também para a imprensa, não só por sua iniciativa e dedicação em realizar pesquisas de monitoramento do segmento adulto no Brasil, mas também pela análise precisa que ela faz tanto do contexto como de cenários futuros que o setor possa conquistar.

2ª Edição com várias atualizações

Agora é hora de saber como está o mercado erótico nacional depois de 15 anos do primeiro Mapa do Brasil Erótico.

Usando como base o primeiro questionário, inserimos mais algumas questões que só passaram a ter representatividade em 2020.

“Em 2008, as redes sociais começavam a despontar, havia pouca adesão aos canais virtuais de venda como market places, e ainda nem existia o Whatsapp ou o Telegram. A forma como se vende e se consome produtos sensuais mudou. A indústria nacional cresceu enormemente nesse período. A representatividade do mercado erótico como um setor produtivo da economia atualmente tem outro status. Queremos também saber até que ponto o setor tem abraçado a diversidade na contratação de colaboradores” explica Paula Aguiar, autora e responsável técnica do Mapa do Brasil Erótico. 

Composto por mais de 30 questões, o Mapa do Brasil Erótico 2022 é dividido em 6 seções, onde os participantes investirão apenas 2 minutos para responder as perguntas relacionadas ao seu perfil de negócio. 

“A pesquisa será realizada com o objetivo de conhecer o perfil dos consumidores de produtos eróticos no Brasil, quais os produtos que mais vendem, e também mostrar o desenvolvimento do setor para a sociedade, pois faremos um comparativo com o período da primeira grande pesquisa realizada em 2008/2009, ou seja, aproximadamente 15 anos atrás. A pesquisa também pode ajudar a identificar novos nichos de mercado para a venda de produtos eróticos e responder outras questões de interesse da mídia” afirma Paula.

Direcionado a todos os empresários do mercado erótico brasileiro, o questionário ficará no ar por 30 dias para coletar dados e depois será tabulado para ampla divulgação. Quem participar receberá o relatório final com os resultados em primeira mão através do email fornecido na pesquisa.

Ao colaborar respondendo a essa pesquisa, saiba que está ajudando na visibilidade do mercado erótico de forma profissional junto à imprensa nacional e internacional, além de enriquecer o mercado erótico com o interesse de investidores e empreendedores.

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

plug-iupi-marlene-sexy

Para nossas Bodas de Estanho: Plug Iupi da Ana Canziani!

Sabendo do nosso aniversário de uma década juntinhos, a Hard nos ofereceu um lindo presente de bodas: O premiadíssimo Plug Iupi da Ana Canziani para fazer um review super especial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *