Mommy Makeover

Mommy Makeover pode trazer sua autoestima de volta no pós parto

Procedimentos escolhidos por celebridades como Viviane Araújo e Isabella Scherer tem se tornado cada vez mais populares entre mães de 25 a 40 anos

O Dia das Mães está chegando em 11 de maio e o que muitas mães gostariam de presente é recuperar a autoestima após a gestação. O corpo feminino passa por diversas transformações ao longo da gravidez e diversas mamães, inclusive famosas como Viviane Araújo e Isa Scherer, recorrem a cirurgias plásticas para reverter os efeitos.

Assim nasceu o Mommy Makeover – em português, “reforma da mamãe”, que segundo o Dr. Luiz Haroldo Pereira, membro e ex-presidente da SBCP, é um combinado de procedimentos como lipoaspiração, abdominoplastia, próteses de silicone nos seios e gluteoplastia.

“Esse tipo de cirurgia é cada vez mais frequente em pacientes mais novas. O maior índice é entre mulheres de 25 a 40 anos”, afirma o médico.

Além do ganho de peso, o corpo passa por diversas transformações – Segundo o médico, após a gravidez a mulher pode sofrer com o aumento e diminuição abruptos dos seios, diástase dos músculos retoabdominais, flacidez no abdômen e a hérnia umbilical – que inclusive levou Cláudia Raia 4 vezes ao centro cirúrgico,  além do ganho de peso natural.

Personalizável para cada caso – O objetivo do Mommy Makeover é exatamente se adaptar à necessidade de cada mulher, entre abdominoplastia, lipoaspiração, cirurgias de mama e  gluteoplastia. “Cada paciente tem uma questão diferente e com esse combinado, conseguimos em uma só cirurgia, reconstituir o corpo e a autoestima.”

Lipoaspiração costuma ser a mais desejada e pode ajudar também no bumbum – Como o ganho de peso é uma das características mais naturais da gestação, as gordurinhas extras que podem continuar localizadas após o parto, costumam incomodar. “Normalmente fazemos a lipo na região do dorso e dos flancos e aproveitamos essa gordura para a gluteoplastia, corrigindo alguma deformidade que possa acontecer”, conta o médico

A abdominoplastia não fica atrás. “Associamos a lipoaspiração à abdominoplastia, dependendo do nível de flacidez”. O procedimento remove o excesso de pele e ajuda na correção da diástase, que é o afastamento dos músculos abdominais.

Seios seguros para a amamentação – Com a produção de leite e alteração hormonal, os seios tendem a variar de tamanho. “Implantes de silicone costumam resolver, mas às vezes precisamos de uma mastopexia, que é a retirada do excesso de pele com ou sem silicone ou com enxerto de gordura”.

Quanto tempo após o parto, a nova mamãe poderá recorrer ao Mommy Makeover? – Segundo o Dr. Luiz Haroldo, é necessário aguardar, no mínimo, 6 meses para que o corpo esteja pronto para encarar uma cirurgia plástica e com menos alterações hormonais. 

“O mais importante é buscar por uma equipe médica qualificada e independente de já ter passado os 6 meses, é necessário fazer todos os exames. Além disso, é necessário que seja feito em ambiente hospitalar para garantir a segurança dos procedimentos”.

De acordo com o Dr. Guilherme Guisard, um dos maiores especialistas da área no país, o Mommy Makeover é indicado para mulheres que não pretendem engravidar novamente e desejam ter um corpo melhor, sem aquelas alterações provocadas pela gestação – as principais ocorrem no abdômen, na cintura e nas mamas. Muitas podem ser permanentes.

Ao mesmo tempo em que o procedimento pode ajudar na recuperação da autoestima, é necessário ter cautela para realizar a cirurgia no momento certo, sem pressa e com os devidos cuidados, enfatiza o cirurgião plástico. “Por se tratar de um conjunto de procedimentos combinados, é extremamente importante uma avaliação detalhada sobre as condições clínicas da paciente. Como em todas as cirurgias plásticas, estar próxima ao peso ideal é um pré-requisito essencial”, alerta o Dr. Guilherme Guisard.

Além dos 8 meses após o parto, o procedimento também só é indicado 3 meses após o fim da amamentação. Segundo o Dr. Guilherme Guisard, um bom planejamento é fundamental para o sucesso da cirurgia. “Após o procedimento, a mulher ficará algumas semanas sem poder levantar peso e fazer qualquer esforço. Ou seja, o profissional responsável deve realizar o acompanhamento das suas pacientes em todo o processo pré e pós-operatório, promovendo segurança, tranqüilidade e personalização”, finaliza o especialista.

Autor Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Também é certificada em Inbound Marketing pelo HubSopt Academy.

LEIA TAMBÉM

Mercado Erótico prepara Ciclo de Palestras Espaço 18+ na Parada do Orgulho LGBT / SP Paulo

Espaço 18+: Acontece dia 30 de maio no Memorial da América Latina e traz ciclo …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics