Robôs sexuais de IA já existem e eu posso provar!

O avanço tecnológico está revolucionando a indústria de produtos eróticos, com marcas e fabricantes agora focados na criação de bonecos sexuais animatrônicos e dotados de inteligência artificial de última geração. A espera por essas inovações está prestes a chegar ao fim, uma vez que bonecas sexuais em tamanho real, combinando animatrônicos e IA, começam a se tornar disponíveis no mercado.
 
Embora ainda em fase de desenvolvimento, esses protótipos nos fornecem um vislumbre do que podemos esperar dos robôs sexuais plenamente funcionais em um futuro próximo. À medida que os testes continuam, estamos diante de um momento em que o debate público pode influenciar significativamente o design e a aparência desses parceiros artificiais, bem como as formas de interação das pessoas com eles.
 
Hoje em dia, já é possível adquirir uma boneca do amor robótica para levar para casa ou baixar uma personalidade de boneca sexual com IA para fins de conversas românticas e íntimas. Embora alguns projetos de sexbots e bonecas sexuais com IA estejam mais avançados que outros, novas empresas concorrentes estão emergindo, todas ansiosas por uma fatia do potencialmente lucrativo mercado de robôs eróticos.

Harmony and Matt McMullen

Um dos pioneiros mais notáveis nesse campo é  Realbotix, um projeto iniciado por Matt McMullen da Abyss Creations, localizada na Califórnia.Provavelmente, você já se deparou com o trabalho de McMullen se é um entusiasta de TV e cinema. A Abyss Creations é a produtora da popular boneca sexual de silicone, a RealDoll, cujas versões têm aparecido em diversos filmes e programas, como “Lars and the Real Girl” e “Sons of Anarchy”.

O projeto Realbotix, em particular, desenvolveu uma cabeça robótica falante que pode ser acoplada aos corpos das RealDolls, criando a ilusão de sensibilidade. Essas bonecas sexuais com IA são dotadas de inteligência artificial, graças ao exclusivo aplicativo RealDollX para dispositivos Android. Além disso, os rostos podem ser trocados e fixados na cabeça robótica com tecnologia magnética patenteada, oferecendo aos clientes diversas opções para personalizar a aparência de seus companheiros ou companheiras.

Embora atualmente não haja bonecos sexuais robóticos masculinos disponíveis para compra, McMullen revelou recentemente que está trabalhando no desenvolvimento de um modelo masculino, ampliando ainda mais as possibilidades nesse mercado em constante evolução.

Uma visão da cabeça de Henry da Realbotix

O aguardado boneco, apelidado de “Henry”, está prestes a ser lançado e promete uma experiência única. Com um elegante sotaque britânico, medindo 1,80 metro de altura e pesando 84 kilos, este companheiro robótico está definido para estrear no mercado com um preço base de US$ 11 mil. No entanto, esse valor pode variar dependendo das personalizações escolhidas pelos clientes. Entre as opções disponíveis, destaca-se o modelo feminino principal, chamado “Harmony”, que faz parte de um conjunto de quatro escolhas. Notavelmente, as cabeças animatrônicas das bonecas sexuais com IA não são itens baratos, começando em um preço de US$ 8.000 cada.

O aplicativo RealDollX oferece uma intrigante funcionalidade ao permitir que os usuários criem personalidades que se integram perfeitamente às cabeças robóticas dessas bonecas. Atualmente disponível exclusivamente para dispositivos Android, o aplicativo tem um custo anual de US$ 50. Com ele, é possível criar uma namorada virtual, selecionando o corpo, estilo e personalidade desejados. Embora ainda haja muito a ser desenvolvido em termos de suas capacidades, seu parceiro de IA será capaz de lembrar seu nome, seus interesses e até mesmo participar de conversas íntimas e ousadas.

Além disso, não é necessário possuir um corpo RealDoll ou uma cabeça robótica para desfrutar de uma experiência virtual com um avatar de companheiro. Com o aplicativo, os usuários podem criar seu parceiro virtual ideal e interagir com ele de maneira envolvente. A expansão de sala privada para adultos no app também está disponível, permitindo que os usuários explorem diversas atividades eróticas, com a opção de escolher entre uma variedade de poses e atos enquanto seu companheiro (a) pode estar vestido ou nu.

A Realbotix já anunciou planos emocionantes para o futuro, incluindo o desenvolvimento de um corpo totalmente robótico que será comercializado por um valor entre US$ 30 mil e US$ 60 mil. Com a intenção de tornar as interações ainda mais realistas, a Realbotix está explorando a integração de realidade virtual e a adição de aquecimento à pele e até mesmo aos órgãos genitais das bonecas.

Este empreendimento é particularmente empolgante devido à expertise da equipe da Realbotix, que inclui especialistas que anteriormente colaboraram com a Hanson Robotics. Essa renomada empresa é conhecida mundialmente por criar robôs excepcionalmente sofisticados, que se assemelham aos seres humanos e são equipados com software de inteligência artificial impressionante. A combinação desses talentos promete levar a experiência de companheiros robóticos a novos patamares de realismo e interatividade.

Afinal, o futuro já chegou com a Inteligência artificial.

Autor Paula Aguiar

Publicitária, Consultora e expert em Mercado Erótico, Escritora e empresária. Atua no Mercado Erótico Brasileiro desde o ano 2000. Autora de 17 livros de negócios e sobre produtos eróticos para os consumidores. De 2010 a 2017, presidiu a ABEME – Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico. Citada em mais de 100 teses universitárias e livros de sexualidade sobre o tema. Desenvolve e projeta produtos eróticos e cosméticos sensuais para os maiores players do setor. Criadora do primeiro seminário de palestras para empresários do mercado erótico em 2006. Apoiadora e partícipe dos mais importantes eventos eróticos do mundo. Também idealizadora do Prêmio Melhores do Mercado Erótico e Sensual que, desde 2016, anualmente elege as melhores empresas, as inovações, os produtos mais queridos e desejados e as ações que estimularam o desenvolvimento do setor. É fundadora e co-autora do site MercadoErótico.Org.

LEIA TAMBÉM

sindrome-da-boazinha

Síndrome da Boazinha: quando a necessidade de agradar o outro se torna um problema

Você se considera boazinha demais? Está sempre em busca da aprovação do outro? Acha que as pessoas podem estar se aproveitando de você, em função do seu  jeitinho? Tem dificuldade de dizer não, mesmo que não tenha tempo ou interesse em atender determinadas solicitações? Se você respondeu sim para estas perguntas, certamente sofre com a “Síndrome da Boazinha”. Este é um padrão de comportamento compulsivo e não um transtorno psiquiátrico, como explica Filipe Colombini, psicólogo e CEO da Equipe AT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verified by ExactMetrics