Já existe Sextoys na recuperação do câncer de mama.

O que os produtos eróticos têm a ver com a recuperação do câncer de mama. (sim, produtos eróticos; sextoys e sim, você está lendo isso mesmo).

Quando eu li este título no artigo da Philadelphia Magazine enquanto procurava informações sobre produtos eróticos para minha matéria do outubro rosa, minha sensação foi um misto de finalmente… com um espantoso uauuuu!

Faz alguns anos que tenho noticias de profissionais da saúde e sexólogas relatando o uso dos vibradores por mulheres mastectomizadas como uma forma de voltar a obter sensibilidade nos seios. Eu mesma sou testemunha da veracidade deste fato, afinal fiz redução de mamas e com a ajuda de um bullet vibrador voltei a ter sensibilidade nesta região que para mim é o botão que liga a libido, e foi assustador passar um tempo sem sentir nada nos seios, perdi parte importante da minha sexualidade.

Bom, feita esta introdução lembro a importância do autoexame das mamas para o diagnostico precoce, coloco aqui a tradução deste artigo, basta clicar no título abaixo para ler e acrescentei uma galeria especial de sextoys para você conhecer. 

Matéria da Philadelphia Magazine

Vamos enfrentar isto: para muitos de nós, os brinquedos sexuais são um tema embaraçoso de conversar. Mas um tanto inesperadamente, quando se trata de câncer de mama – o câncer mais comumente diagnosticado entre as mulheres americanas além do câncer de pele – os brinquedos sexuais são algo que deveríamos estar falando quando falamos de recuperação. A saber: a loja sem fins lucrativos Living Beyond Breast Cancer’s, com sede em Bala Cynwyd, ostenta uma linha completa de sextoys CalExotics projetados especificamente para mulheres que estão passando ou que passaram pelo tratamento do câncer de mama. Mas uma ong de câncer de mama sem fins lucrativos está promovendo brinquedos sexuais? – pode ser um pouco difícil de entender. É precisamente por isso que eu, sendo o humano sempre intrometido que sou, conversei com a psicóloga Pamela Ginsberg , especialista em saúde feminina e trabalhando com mulheres que têm câncer, e que também trabalha com a LBBC, para responder à pergunta: o que sextoys tem a ver com a recuperação do câncer de mama? Acontece que um vibrador (ou um kit dilatador de silicone ou um massageador de seios) pode ter um papel muito importante. Como a Dra. Ginsberg explica, o tratamento do câncer de mama pode afetar o corpo de várias maneiras, desde o físico – pense: mastectomia, reconstrução de mama, quimioterapia e seus efeitos, etc. – até o mais mental (medicamentos podem afetar os hormônios, causando sintomas da menopausa, como uma queda na libido, e as mudanças físicas que seu corpo podem afetar a maneira como você se vê. “Há uma sensação de seu corpo está traindo você”, após o tratamento do câncer de mama, explica a Dra. Ginsberg. “Há mudanças cirúrgicas e muitas mulheres ganham peso devido à medicação”. Há também o fato de que meses passados ​​em consultórios médicos falando sobre câncer em seus seios podem dessexualizar essa parte do seu corpo. Tudo isso pode levar a uma desconexão entre o seu senso de identidade e o corpo que você agora habita, e essa desconexão pode afetar seriamente a saúde sexual. Por causa disso, como a Dra. Ginsberg explica, “quando uma mulher está passando por um tratamento de câncer de mama, há um processo em que ela precisa passar depois para se familiarizar com seu corpo”. Os sextoys, diz a Dra. Ginsberg, podem ajudar no processo de conhecer um corpo ao qual você pode não se sentir conectado, com ou sem um parceiro. E para se chegar bem e com saúde sexual – algo que nós, como sociedade, escondemos em gavetas – ao invés de priorizar – realmente importa quando se trata de recuperação do câncer de mama, como Dra. Ginsberg aponta: “Nossa saúde sexual tem muito a ver com a gente se sentindo “normal”. E também tem muito a ver com a nossa qualidade de vida ”. Ela prossegue dizendo, depois do tratamento contra o câncer:“ Dizemos que você está de volta à saúde ”, mas o que queremos dizer? Porque não é apenas a ausência de câncer em seu corpo. Prestar atenção à sua saúde sexual é uma parte – uma parte importante, na verdade – do processo de recuperação. E por que estamos aqui em Be Well Philly Land (Revista Philadelphia online) falando sobre isso, você pergunta? Bem, quando estávamos conversando com a Dra. Ginsberg, ela observou que as mulheres que são afetadas pelo câncer de mama geralmente são bem tratadas, mas quando se trata de problemas de saúde sexual – – elas se fecham. Portanto, este post é nossa tentativa de ajudar a normalizar essa discussão. E aí está: uma razão perfeitamente aceitável para falar sobre sextoys em público. Pense nisso, leitores. Philadelphia Magazine
[Not a valid template]

Autor Paula Aguiar

Publicitária, Consultora e expert em Mercado Erótico, Escritora e empresária. Atua no Mercado Erótico Brasileiro desde o ano 2000. Autora de 17 livros de negócios e sobre produtos eróticos para os consumidores. De 2010 a 2017, presidiu a ABEME – Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico. Citada em mais de 100 teses universitárias e livros de sexualidade sobre o tema. Desenvolve e projeta produtos eróticos e cosméticos sensuais para os maiores players do setor. Criadora do primeiro seminário de palestras para empresários do mercado erótico em 2006. Apoiadora e partícipe dos mais importantes eventos eróticos do mundo. Também idealizadora do Prêmio Melhores do Mercado Erótico e Sensual que, desde 2016, anualmente elege as melhores empresas, as inovações, os produtos mais queridos e desejados e as ações que estimularam o desenvolvimento do setor. É fundadora e co-autora do site MercadoErótico.Org.

LEIA TAMBÉM

maio-mes-da-masturbacao

Mês da Masturbação: Prazer a sós – o essencial para experiências extasiantes

A masturbação é um ato natural e de liberdade, que contribui não só para o autoconhecimento e a autoestima, como também para a exploração de novos caminhos na intimidade a dois. Conheça o essencial para viver experiências de prazer a sós ainda mais extasiantes. Por Jorge Sousa*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.