Cop Fetish, a fantasia sexual de se deitar com a farda

O Cop Fetish é um termo em inglês que significa fetiche policial, mas além dos “Police”, engloba profissionais que usam fardas tais como bombeiros, militares e pilotos de avião. Muitas das crenças sobre ser um policial são baseadas em programas de televisão e filmes americanos, que retratam homens fortes, altos, lindos, viris e que estão sempre prontos para atos de bravura e heroísmo. Também beijam bem e quem sabe algo mais…

E é ai que começa a fantasia.

Durante seu trabalho eles têm pegada forte e muita atitude, sempre defendendo a lei e a ordem do lado do bem. E como ferramenta de trabalho além da arma na cintura, as algemas são sacadas rapidamente para prender os foras da lei.

No Brasil este fetiche está presente nas vestimentas e coreografias do gogo boys, que fazem suspirar com sua dança máscula, mas também no imaginário das mulheres que consomem vestimentas e algemas policiais de metal aos milhares, acessório que é retratado erotizado na tevê e cinema, onde na maioria das vezes o homem fica preso a cama, sendo subjugado. Aliás, está aí o porquê deste fetiche, um jogo erótico de poder, que para a maioria das pessoas é extremamente excitante.

A fantasia que se torna real

É quase impossível ficar imune a tão deliciosa fantasia sexual, imagine então se ela se torna real, e acredite eu sei o que estou falando. Para as poucas felizardas meus parabéns, mas há também o outro lado desta história. Nos Estados Unidos, as mulheres com cop fetish tem o apelido de bunny, e usam todas as armas sexuais disponíveis para “caçar” um homem de farda.

Inúmeros policiais casados ​​ou em um relacionamento sério que são atraídos por essas bunnys não resistem à tentação e desenvolvem uma “vida dupla”. Alguns foram capazes de terminar seu caso sexual tórrido, mas outros não eram tão sortudos e o relacionamento ficou abalado, para dizer o mínimo.

Enfim, para quem tem ou quer viver um Cop Fetish por um dia, deixo para vocês uma dica muito legal, vá à sexshop compre seus acessórios, combine com seu par uma historinha e embarquem neste fetiche delicioso de se deitar com a farda, vivam seus personagens, e curtam este jogo prazeroso com muita pegada e dominação. Um detalhe importante, nunca realize uma fantasia sem avisar ou dar dicas do que vai rolar para seu parceiro, não faça surpresa, porque ele pode não gostar da ideia e “o tiro sair pela culatra”.

Mas se ele gostar… Uau vai ser uma noite inesquecível!

Dedicado a você meu amigo Police.

 

Autor Paula Aguiar

Publicitária, Consultora e expert em Mercado Erótico, Escritora e empresária. Atua no Mercado Erótico Brasileiro desde o ano 2000. Autora de 17 livros de negócios e sobre produtos eróticos para os consumidores. De 2010 a 2017, presidiu a ABEME – Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico. Citada em mais de 100 teses universitárias e livros de sexualidade sobre o tema. Desenvolve e projeta produtos eróticos e cosméticos sensuais para os maiores players do setor. Criadora do primeiro seminário de palestras para empresários do mercado erótico em 2006. Apoiadora e partícipe dos mais importantes eventos eróticos do mundo. Também idealizadora do Prêmio Melhores do Mercado Erótico e Sensual que, desde 2016, anualmente elege as melhores empresas, as inovações, os produtos mais queridos e desejados e as ações que estimularam o desenvolvimento do setor. É fundadora e co-autora do site MercadoErótico.Org.

LEIA TAMBÉM

marlene-sexy-neonvibes

Neon Pen: um lançamento para você que adora uma luz apagada!

A linha Neon Vibes tem 10 produtos que além de serem comestíveis traz os sabores inusitados de maçã verde, morango com lichia e pitaya. Todos eles brilham sob a luz negra para você poder se divertir à meia luz ou no escuro mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.